Diego é abraçado por líderes do Flamengo

104
Diego, do Flamengo, segurando troféu de melhor jogador da Copa do Brasil – Foto: André Durão

GLOBO
ESPORTE
: Homão da p… nas redes sociais e principal contratação de Eduardo
Bandeira de Mello, Diego caiu de produção. Analistas, torcida e o próprio sabem
disso. Ele confessa, aliás, que o momento é desfavorável, porém palavras de
apoio não são raras. As lideranças do vice-campeão da Copa do Brasil são
uníssonas no discurso de apoio ao camisa 35 do Flamengo (reveja os melhores
momentos da decisão no vídeo abaixo).

Jogador
mais experiente do elenco, Juan, que também já perdeu pênalti em final – na
decisão da Mercosul de 2001 – , afirmou que Diego, de 32 anos, tem
características suficientes para superar a adversidade e o tratou como “o
craque” do Flamengo.

Diego não é nenhum garoto, é experiente e sabe lidar com esse tipo de erro.
Claro que ninguém quer errar. É nosso cobrador oficial junto com Éverton
Ribeiro e o Everton. É nosso craque, nossa referência, é o nosso jogador de
Seleção. Se chegou nessa final, a gente deve muito a ele. Contra o Botafogo,
ele decidiu o jogo. Sempre guia o nosso time para as vitórias, são coisas do
futebol. É levantar a cabeça, continuar a jogar o que ele está jogando que a
confiança dele vai voltar.
Embora
não tenha atuado bem na final, Diego mais uma vez não se escondeu. Foi o
jogador que mais deu passes no duelo (37, com apenas dois erros) e pediu a bola
a todo instante. Apresentou-se para o jogo e não dispensou os microfones após
seu erro mais sentido pelos rubro-negros desde sua chegada ao clube.
Antes
incontestável aos olhos da torcida, Diego já foi vaiado e recebeu ataques em
redes sociais vestindo vermelho e preto. Willian Arão também foi alvo da
torcida em 2017 e, lembrando desses momentos, sentiu-se na obrigação de
retribuir o apoio recebido meses atrás.
– Não
temos que apontar A, B ou C. Somos 11 ali, qualquer um poderia ter batido e
perdido. É aquilo, só erra quem bate. É o futebol, infelizmente foi logo com
ele. O Diego já nos deu muitas vitórias, hoje não conseguiu fazer de pênalti.
Mas nós estamos com ele, assim como estamos com o Muralha e com todos. Estamos
juntos para dar a volta por cima.
Diego
tem 57 jogos pelo Flamengo, nove destes sob a orientação de Reinaldo Rueda, que
nunca escondeu em coletivas ser fã do meia. Após o revés em Belo Horizonte, o
colombiano tratou de tirar das costas do 35 o peso da derrota e elencou elogios
ao comandado.

Vivemos sempre isso no futebol. Do jogador mais experiente ou o destaque que
erra. Mas Diego tem caráter, é um profissional que se dedica 500%, muito intenso
e é sério. E com certeza vai assimilar bem. Tem uma grande trajetória e é
apoiado por todo o grupo técnico e jogadores. Temos que levantar a cabeça e nos
sentirmos orgulhosos.

COMENTÁRIOS: