É bom negócio associar sua marca à Primeira Liga?

20
Primeira Liga – Foto: Divulgação

MÁQUINA
DO ESPORTE:
Nos últimos dias, o leitor da Máquina do Esporte pôde acompanhar a
notícia de duas empresas que vão patrocinar as fases decisivas da Primeira
Liga. A Kaiser irá ativar seus canais digitais com o torneio. Já a Sky, que tem
investido em diversas plataformas esportivas, terá placas no campo.

Era
esperado que haja algum movimento das marcas para os mata-matas da Primeira
Liga. Afinal, o campeonato, iniciado em janeiro, terá em campo algumas das
principais equipes do país, como Atlético-MG, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense,
Grêmio e Internacional. A TV fechada irá mostrar os jogos, garantindo
visibilidade.
Por
outro lado, a competição não empolga torcedor e clubes. Cruzeiro e Flamengo
duelam pela Copa do Brasil, torneio que garante vaga na fase de grupos da
Libertadores.
O
Internacional tem como prioridade o retorno à Série A do Brasileirão. O Grêmio
ainda disputa o torneio continental e tem esperança de ameaçar a liderança do
Corinthians no Brasileirão. Atlético-MG e Fluminense, por sua vez, sonham em
melhorar suas campanhas para beliscar uma vaga no G6.
E a
Primeira Liga? Além de perder Atlético-PR e Coritiba, a competição não
conseguiu atrair os grandes de Pernambuco e da Bahia, como chegou a ser
aventado.
O
torneio vive uma incógnita quanto ao futuro. Intrusa no já inchado calendário
da bola, a competição pode se tornar apenas um evento de pré-temporada. Para
2018, o problema será ainda mais acentuado, com a interrupção dos campeonatos
durante a Copa do Mundo da Rússia.
Triste
fim para uma liga independente, surgida para contrapor o poder de CBF e
federações, que pretendia ser uma alternativa aos deficitários torneios
estaduais.

COMENTÁRIOS: