Flamengo critica falta de profissionalismo e deboche do Jornal Extra

36
Foto: Reprodução
GLOBO
ESPORTE
: Elenco e diretoria do Flamengo ficaram revoltados com a capa do jornal
“Extra” desta sexta-feira. Em um comunicado, o periódico informou que passaria
a chamar o Alex Muralha somente como Alex justificando que as seguidas falhas
do goleiro o fizeram perder direito ao apelido. No início da tarde, o
presidente Eduardo Bandeira de Mello concedeu uma entrevista coletiva e
comentou o caso e falou em “covardia”.
– Boa
tarde a todos. Obrigado por terem esperado. Queria falar com vocês para
expressar minha tristeza e minha revolta, que não é só minha, mas de todos nós
aqui do Flamengo: atletas, funcionários e torcedores que se manifestaram até
agora comigo. Com relação ao desrespeito do qual a instituição foi vitima e um
ser humano, nosso atleta, foi vítima com essa matéria do Extra.
– Eu
já venho me manifestando há algum tempo no sentido de pedir respeito ao
Flamengo e seus atletas por conta de matérias e intervenções debochadas. Tenho
sido mal interpretado e tido algumas colocações distorcidas por causa disso,
mas nada chega perto do que aconteceu hoje. Estamos falando de um ser humano
que tem filho, pai e mãe, como todos nós aqui, e que foi vítima dessa covardia.
Bandeira
revelou que Muralha não tinha conhecimento da capa até chegar ao clube, mas
mostrou confiança na capacidade de o goleiro poder superar tal situação.

Muralha treinou normalmente hoje, nem tinha lido a matéria. Soube por nós.
Claro que ficou muito triste, mas tenho certeza de que nada disso vai
atrapalhar o trabalho dele
O
mandatário rubro-negro ainda manifestou o desejo de que o incidente possa unir
o elenco na busca pelas conquistas na temporada.
– É
óbvio que os jogadores terão conforto ao saber que a direção do clube está
solidária com eles. E eles conosco. Espero que isso ainda reforce mais ainda a
união de todos nós em relação aos objetivos principais do clube. Chegamos à
final da Copa do Brasil e isso não é pouca coisa. Estamos nos preparando para a
decisão. Essa matéria serve a quem?

COMENTÁRIOS: