Flamengo levará todos os jogadores para final no Mineirão

72
Jogadores do Flamengo treinando na Ilha do Urubu – Foto: Gilvan de Souza

UOL:  O jogo mais importante do ano se aproxima no
Flamengo. A final da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, dia 27, no Mineirão,
movimenta bastidores e torcida. Ciente da importância dos 90 minutos, que podem
garantir o tetracampeonato e a vaga antecipada na fase de grupos da Copa
Libertadores de 2018, o Rubro-negro definiu a logística da viagem e contará com
uma espécie de “mutirão” organizado pelos jogadores.

Os 32
atletas do elenco estarão em Belo Horizonte. Além dos relacionados, os que
ficarão fora da lista, lesionados e não inscritos, pediram para viajar. Será a
maior delegação do Flamengo em 2017 – nenhum jogador ficará no Rio de Janeiro.
A diretoria apoiou a iniciativa em um momento de definição na temporada.
Se o
número de jogadores será recorde, o de dirigentes também não ficará atrás.
Todos os integrantes da administração do presidente Eduardo Bandeira de Mello
estarão na capital mineira. Ainda que em voos separados, a caravana rubro-negra
estará completa na quarta-feira (27) para a final das 21h45 (de Brasília).
Os
familiares não embarcarão com os jogadores para que a concentração seja mantida
no nível mais elevado possível. Independentemente disso, boa parte dos parentes
se organiza para marcar presença no Mineirão.
O
Flamengo viajará antes do prazo costumeiro para já se ambientar ao clima da
decisão. Em voo comercial, jogadores e departamento de futebol embarcam na
tarde de segunda-feira (25). O Rubro-negro ficará baseado em um hotel cinco
estrelas de Belo Horizonte.
Na
terça-feira (26), véspera da final, o time treinará no estádio do Mineirão no
fim da tarde. O retorno ao Rio de Janeiro – com ou sem taça na bagagem – também
já está agendado e será após a partida. Em voo fretado, jogadores e dirigentes
desembarcam na Cidade Maravilhosa já na madrugada de quinta-feira (28).
A
contagem regressiva começou. O Flamengo sonha com um título que pode mudar o
rumo da temporada e trabalha por isso. O desafio da vez é conter a ansiedade
diante de tanta expectativa que cerca o Ninho do Urubu.

COMENTÁRIOS: