Flamengo tem quatro treinos e alguns problemas

33
Rueda e Vinicius Júnior em treino do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

UOL: O
Flamengo inicia na manhã deste domingo (3) a reta final de preparação para o
primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, quinta-feira (7),
às 21h45 (de Brasília), no Maracanã. Depois de um sábado de folga, o
Rubro-negro tem quatro treinos para resolver alguns problemas antes de um dos
duelos mais importantes do ano. O clube da Gávea vê a chance de conquistar o
tetracampeonato e de quebra garantir vaga antecipada na fase de grupos da Copa
Libertadores de 2018.

Não
são poucos os obstáculos para o técnico Reinaldo Rueda. O Flamengo chega
bastante modificado na final, principalmente no que diz respeito ao confronto
que abre a decisão da segunda competição mais importante do país. O UOL Esporte
listou os problemas que comissão técnica e jogadores terão de resolver.
Sem Guerrero e Vizeu… Quem joga na
frente?
Suspenso
pelo terceiro cartão amarelo, Paolo Guerrero desfalca o Flamengo no primeiro
jogo da final. O substituto direto seria Felipe Vizeu, que teve constatado o
estiramento do ligamento colateral medial do joelho esquerdo e também está
fora.
O
colombiano Orlando Berrío pode ser deslocado para a função de centroavante, já
que atuou desta forma em alguns momentos sob o comando do próprio Rueda no
Atlético Nacional-COL. Outra opção, já testada recentemente, é utilizar Lucas
Paquetá na posição. Ele foi bem contra o Atlético-GO e funcionou ao lado de
Vinicius Júnior – vitória por 2 a 0.
Escalar
o jovem vendido ao Real Madrid por R$ 164 milhões na função aparece como a
última possibilidade no momento. Ele e Paquetá, no entanto, podem alternar, o
que ocorreu com frequência no compromisso contra os goianos pelo Campeonato
Brasileiro. Vale lembrar que Rueda não pode contar com Everton Ribeiro e
Geuvânio, jogadores que não estão inscritos na Copa do Brasil e aumentariam as
alternativas do comandante.
Alex Muralha ou Thiago no gol?
Sem
Diego Alves, que também chegou depois do fim das inscrições da Copa do Brasil,
o Flamengo terá um goleiro que não goza da confiança da torcida nos dois jogos
decisivos contra o Cruzeiro. Mais do que nunca, o trabalho envolvendo os
atletas é psicológico. O grupo tem ajudado no processo e está unido seja qual
for o escolhido pela comissão técnica.
Alex
Muralha vive um momento delicadíssimo na carreira. Perseguido pelos torcedores
in loco e nas redes sociais, o camisa 38 foi alvo até de um editorial contrário
ao apelido no Jornal Extra. A iniciativa do veículo repercutiu negativamente em
uma primeira análise, com desabafos do presidente Eduardo Bandeira de Mello, do
elenco e do próprio goleiro.
O
fato, no entanto, se transformou em mais um fator motivacional para o Flamengo
tentar conquistar o título. Os jogadores estão solidários aos companheiros e
existe uma unidade na expectativa de dar a volta por cima e celebrá-la com a
conquista. O sentimento é o mesmo caso o jovem Thiago seja o escolhido. O
Rubro-negro está preocupado em dar força aos goleiros enquanto Rueda trabalha
para definir o titular na decisão.
Condição física da dupla de volantes
Cuéllar
e Willian Arão formam a dupla de volantes do Flamengo com Reinaldo Rueda. Mas
em que condições eles chegam para a decisão? O colombiano está com a seleção do
seu país e enfrenta o Brasil na próxima terça-feira (5), as 17h30 (de
Brasília), em Barranquilla, pela 16ª rodada das Eliminatórias da Copa.
A
previsão é a de que Cuéllar chegue ao Rio de Janeiro na quarta-feira (6).
Porém, ele não fará nenhum treino sequer com os companheiros. A comissão
técnica avaliará se o volante terá condições de realizar alguma atividade
separadamente na parte da tarde, mas o objetivo é recuperá-lo da melhor forma
possível para o jogo.

Willian Arão sofreu entorse no tornozelo direito na última sexta-feira (1) e
iniciou tratamento imediato. Ele será reavaliado pelo departamento médico. A
meta do Flamengo também é colocá-lo nas melhores condições para a partida,
ainda que precise de um pouco mais de tempo para isso.

COMENTÁRIOS: