Muralha justifica ter pulado só no canto direito: “Foi uma estratégia”

23
Foto: André Durão

GLOBO
ESPORTE
: O goleiro Alex Muralha usou uma estratégia que não deu certo na
decisão por pênaltis da Copa do Brasil. Ao se atirar para o lado direito nas
cinco cobranças do Cruzeiro, não conseguiu defender nenhuma.

– Foi
uma estratégia, infelizmente não deu certo – disse na saída de campo o camisa
38.
No
chute de Thiago Neves, que determinou o penta do time mineiro, o arqueiro
rubro-negro reclamou de dois toques do adversário. O árbitro Luiz Flávio de
Olveira – acertadamente – nada assinalou.
– Foi
dois toques ou não? – perguntou Muralha ao repórter Eric Faria.
Com a
resposta negativa, se conformou:

Mérito para eles.
Em
toda a sua trajetória no Flamengo, o goleiro tem ruim aproveitamento. Foram 22
cobranças, das quais 20 entraram. Uma ele defendeu, outra foi para fora.
Na
noite desta quarta-feira, no Mineirão, o jogo ficou no 0 a 0 no tempo normal.
Nos pênaltis, o Cruzeiro venceu por 5 a 3 – Diego errou uma cobrança.

COMENTÁRIOS: