Rizek critica planejamento do Flamengo: “Muita gambiarra”

44
André Rizek, apresentador do SporTV – Foto: Reprodução

SPORTV:
O jornalista André Rizek criticou o planejamento do departamento de futebol do
Flamengo para 2017. Apesar de alto investimento para a temporada, o
apresentador do “Redação” disse que o clube errou ao montar um elenco
com muitos jogadores qualificados, mas que não podem ser usados em todas as
competições, além da troca de técnico, com a saída de Zé Ricardo para a chegada
de Reinaldo Rueda. Na derrota para o Cruzeiro, nos pênaltis, na final da Copa
do Brasil, nesta quarta-feira, Éverton Ribeiro, Rhodolfo, Diego Alves e o
Geuvânio estavam no Mineirão, mas não puderam participar da partida por não
estarem inscritos na competição.

– Em
vários momentos ao longo da temporada, o Mano foi muito questionado sobre o
desempenho do time. O Cruzeiro seguiu com o Mano, já o Flamengo trocou de
comissão técnica no meio da temporada e fez alguns remendos. Foi fazendo
contratações ao longo da temporada. Por isso, era possível ver alguns jogadores
assistindo ao jogo, como o Éverton Ribeiro, Rhodolfo, Diego Alves e o Geuvânio.
O Flamengo tem dois times atualmente. Será que é interessante você ter dois
times? Ou ser mais coeso com o que tem pode ser mais interessante? Mas acho que
fica de lição para o Flamengo que fazer muito remendo, muita gambiarra no meio
da temporada, dificilmente dá resultado.
O
apresentador voltou a elogiar a gestão do presidente Eduardo Bandeira de Mello,
ao dizer que o clube mudou a sua imagem e se transformou em um clube com
credibilidade no mercado, mas destacou que o sucesso na área administrativa não
significa que o time de futebol terá êxito dentro das quatros linhas. Rizek
disse que já é possível afirmar que o projeto do futebol rubro-negro para 2017
fracassou.
– O
Flamengo tinha uma imagem de ser um clube bagunçado, um clube que não era
sério. Essa diretoria mudou isso. O Flamengo é bom pagador, tem credibilidade.
A torcida olha para a diretoria e acredita nela. Eu acredito que a solução para
o Maracanã passa pelo Flamengo, mas fazer uma boa gestão das finanças e do
clube, não significa que vai se traduzir numa gestão vitoriosa dentro de campo.
Podemos mostrar nas conquistas da gestão Eduardo Bandeira de Mello. Uma Copa do
Brasil (2013) e dois Campeonatos Cariocas (2014 e 2017). Ainda tem a
Sul-Americana em 2017, mas já é possível afirmar que o projeto futebol em 2017
não deu certo.
Márvio
dos Anjos, editor de esportes de “O Globo”, falou da decepção dos
torcedores rubo-negros nesta temporada, que até agora só comemoraram o título
do Campeonato Carioca. Assim como Rizek, ele também viu um time sem
entrosamento pela grande quantidade de contratações ao longo deste ano.
– É a
imagem de um time que ganhou um Estadual, pensava grande na Libertadores, mas
ficou frustrado com a eliminação. Mas, a partir daí, comprou que podia para
resolver na base da grana. Com isso, alguns jogadores puderam ser inscritos em
algumas competições e em outras não. É difícil escalar o time do Flamengo. Já
vimos várias escalações ao longo do ano, o time continua sem entrosamento.

Sétimo
colocado no Campeonato Brasileiro, o Flamengo volta a jogar na próxima segunda
-feira contra a Ponte Preta, às 20h, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

COMENTÁRIOS: