Rômulo é eleito o pior de Botafogo x Flamengo

38
Rômulo em Botafogo x Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

LANCE:
Roger mais uma vez mostrou o porque vem sendo chamado de “Senhor
Clássico” no Rio de Janeiro. Depois de decidir contra Vasco e Fluminense,
foi a vez do camisa 9 garantir mais um triunfo do Botafogo, diante de um
arquirrival, e com dois gols. Foi dele os dois tentos assinalados no triunfo
por 2 a 0, sobre o Flamengo. Pelo lado rubro-negro, Guerrero teve um bom
destaque, mas parou no sistema defensivo do Glorioso e não conseguiu deixar sua
marca. Veja, abaixo, as atuações do confronto.

BOTAFOGO
​7,0
Gatito Fernández
Fez
grande defesa após cobrança de falta de Guerrero. Errou em uma saída de bola
que quase custou um gol.
5,5
Arnaldo
Preocupado
mais com a defesa do que com o ataque. pelo seu lado, o ataque do Flamengo não
se criou.
6,0
Marcelo
Seguro,
não cometeu vacilos na primeira etapa. Conseguiu manter o nível no tempo final.
6,5
Igor Rabello
No
mesmo nível do companheiro de zaga. Cabeceou a bola na trave que originou o gol
de Roger.
5,5
Victor Luís
Foi
mais ofensivo do que Arnaldo. Fez boas tabelas com o ataque. Na etapa final, se
preocupou mais com os avanços de Berrío.
5,0
Leandrinho
Com a
missão de proteger a zaga, ficou preso à marcação. Machucado, saiu no
intervalo.
6,5
Bruno Silva
Foi
bem na saída de bola e acertou bons passes, mas não foi tão efetivo na
marcação. Deu o passe para o segundo gol.
5,5
Matheus Fernandes
Com
boa qualidade nos passes, conseguiu trabalhar a bola pelo meio. Cansou um pouco
no final.
6,5
Leo Valencia
Jogador
mais criativo do Botafogo, fez belo cruzamento para Roger, que quase marcou de
cabeça.
7,0
Rodrigo Pimpão
Veloz,
como de hábito, arriscou alguns chutes de longa distância. Foi uma boa opção no
ataque do Botafogo.
8,0
Roger
Uma
ótima cabeçada, que obrigou Diego Alves a fazer um milagre à queima roupa.
Marcou dois gols e definiu o clássico.
5,0
Dudu Cearense
Entrou
quente, discutindo com Guerrero. Quando se preocupou em jogar
futebol,
foi bem na proteção à defesa.
5,5
Guilherme
Tentou
dar velocidade aos contra-ataques, mas errou alguns passes. Deu
trabalho
aos seus marcadores.
5,0
Fernandes
Teve
uma boa chance para marcar o terceiro gol, mas acabou travado na
hora
do chute.
7,0
Jair Ventura
Teve o
time todo o tempo na mão. Soube substituir quando foi
necessário.
FLAMENGO
​6,0
Diego Alves
Foi
responsável por uma defesa fantástica, em cabeçada de Roger. Sem culpa nos
gols.
5,0
Rodinei
Muita
velocidade na primeira etapa, foi uma opção de saída de bola pelo seu setor.
Não repetiu o desempenho depois do intervalo.
5,0
Rhodolfo
Foi
bem no combate mano a mano. Pelo alto, também levou vantagem, mas não conseguiu
desarmar Roger no lance do segundo gol.
4,5
Rafael Vaz
Alternou
bons e maus momentos. Quando arrisca passes de longa distância, deixa a torcida
arrepiada. Ficou parado no primeiro gol.
5,0
Trauco
Seguro
na defesa e burocrático no ataque. Teve liberdade para subir, mas não chegou a
ser decisivo.
4,0
Romulo
Alguns
vacilos na marcação e problemas na saída de bola. Apesar da correria, não
conseguiu ajudar o seu time.
5,0
Cuéllar
Um
pouco melhor que o seu parceiro de proteção pelo meio. Conseguiu ser um pouco
melhor na saída de bola.
4,5
Everton Ribeiro
Um pouco
disperso nos primeiros 45 minutos do clássico. Esteve sem inspiração para criar
jogadas ofensivas.
4,5
Geuvânio
Tentou
dar velocidade ao ataque, mas esbarrou na parede formada pela
zaga
alvinegra. Não fez nada de relevante. Saiu para a entrada de Berrío.
7,0
Paolo Guerrero
Sempre
perigoso. A grande referência ofensiva do Flamengo. Cobrou uma bela falta, que
esbarrou em ótima defesa de Gatito.
4,5
Matheus Sávio
Um
pouco perdido na etapa inicial. Não conseguiu produzir jogadas de perigo ao gol
botafoguense.
4,5
Willian Arão
Entrou
um pouco perdido na partida. Quando se achou no jogo, o árbitro apitou o fim do
confronto.
5,0
Berrío
Correu
e tentou abrir a defesa do Botafogo. Mas, desta vez, não levou vantagem sobre
Victor Luís.
5,0
Everton
Algumas
boas jogadas pelas pontas, mas nada que pudesse mudar o
panorama
da partida.
5,0
Reinaldo Rueda
Em sua
primeira derrota no comando do Flamengo, Rueda nada pôde fazer para evitar que
o adversário levasse a melhor.

COMENTÁRIOS: