Rueda deve ganhar carta branca para mudanças no Flamengo

46
Rueda, técnico do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

EXTRA
GLOBO
: No vestiário após a perda da Copa do Brasil para o Cruzeiro, o
presidente Eduardo Bandeira de Mello, o diretor-geral Fred Luz, e o diretor
Rodrigo Caetano blindaram os jogadores e o projeto de longo prazo no Flamengo
mais uma vez. O trio segue isolado à frente das diretrizes do futebol e só
admite alguns ajustes para não desperdiçar o trabalho.

Com
vice-presidentes afastados do processo, a intervenção agora caberá ao técnico
Reinaldo Rueda, que chegou ao clube de forma serena e observadora, e nos
últimos jogos decisivos notou as fragilidades que precisa atacar com rigor.
Após a queda no Mineirão, o treinador aparentou abatimento, mas indicou que
terá papel mais ativo para que o time evolua e tenha enfim a sua cara.

Temos que fazer esse trabalho se transformar em resultados — alertou o técnico.
Além
da dedicação e competitividade exigidas, o técnico colombiano promete seguir
com a observação de atletas, sem lugar cativo para os principais jogadores nem
os mais experientes.
Nesse
contexto, o meia Diego volta a estar na berlinda. Com todo o elenco à
disposição, Éverton Ribeiro deve assumir o papel de protagonista. Sobretudo
porque tanto Diego quanto Guerrero se apresentam para compromissos das
Eliminatórias em suas seleções.
Depois
de utilizar quase todo o elenco nas últimas partidas, Rueda terá o jogo com a
Ponte Preta na segunda-feira, e depois disso dez dias livres para treinamento,
já sem os selecionáveis. Será o tempo de consolidar seu estilo em meio a
cobrança e decepção crescente da torcida. No dia 25 de outubro apenas, o
Flamengo encara o Fluminense pela Sul-Americana.

COMENTÁRIOS: