Sócio-Torcedores do Flamengo revendem ingressos para final

70
Foto: Reprodução

EXTRA
GLOBO
: A venda a associados rubro-negros de toda a carga de ingressos para a
final da Copa do Brasil entre Flamengo e Cruzeiro, quinta-feira, no Maracanã,
alavancou um novo fenômeno no futebol: o sócio-cambista. Torcedores oferecem, na
internet e no entorno de bilheterias, seus cartões de acesso à partida pelo
valor de um ingresso para público normal, com ágio de até 650%.

O
interessado pega o cartão “emprestado”, entra sem ter documento de identidade
exigido pelo clube — que não fiscaliza para não prejudicar a operação — e
devolve ao fim do jogo. No Maracanã, o serviço foi oferecido ontem à reportagem
do EXTRA, de maneira nada discreta, por R$ 500.

Tenho o ingresso bom, que não vai dar dor de cabeça. A oeste inferior está por
R$ 500 (que teve valor mínimo de R$ 150 para sócios). Tenho três ingressos e um
no cartão. Marco com você para pegar o cartão depois. O ingresso está carregado
nele. O lugar é atrás do banco de reservas — ofereceu o “vendedor”.
Cartões
e bilhetes impressos também estão disponíveis na internet por até R$ 450 (setor
norte, que teve o valor mínimo em R$ 80 para sócios). Em um dos anúncios, o
vendedor afirma que é sócio (no detalhe). Em outro, pede R$ 600 em um ingresso
impresso do setor norte. Desde o jogo com o Botafogo, na semifinal, há registro
de tentativa de entrada com ingressos impressos falsos. Os tumultos na entrada
normalmente são provocados para dificultar a fiscalização.
Impressão impede avanço desenfreado
O
sócio-torcedor do Flamengo mais antigo, que não fez o plano de última hora para
ir ao jogo de quinta-feira, contra o Cruzeiro, não tem necessidade de retirar o
ingresso impresso. Basta ter feito o check-in no site e acessar o estádio com o
seu cartão. Já os planos recentes precisam trocar pelo bilhete impresso com
antecedência, e o processo requer documentação, o que inibe a venda à
terceiros.
Em um
dos anúncios na internet, um vendedor confirma que é sócio do clube e por isso
oferece o seu cartão.
“…ingresso
não é falso pois sou sócio e está no meu cartão ingresso, dispenso curiosos, em
referência ao valor, da quem quer…Quem chegar primeiro leva, aceito
propostas”, diz o texto em um site .
Apesar
disso, a prática ainda não é tão difundida, pela necessidade da impressão. A
bilheteria 1 do Maracanã tinha ontem mais cambistas do que torcedores trocando
ingressos. A maioria era oferta de bilhetes impressos. A segurança privada
apenas observava e patrulhas da polícia circulavam sem se incomodar.
Venda para a volta
A
venda para o jogo de volta da final da Copa do Brasil, dia 27, deve ser
anunciada hoje pelo Flamengo. O clube tem pouco mais de cinco mil ingressos
disponíveis e os comprou dos mineiros. A ideia é novamente priorizar os
sócios-torcedores, com cota menor para o plano corporativo que beneficia as
torcidas organizadas. No jogo de ida, foram 800 ingressos.

COMENTÁRIOS: