Veja a classificação do Brasileirão após a 24ª Rodada

37
FUTEBOL
INTERIOR
: Depois de duas derrotas seguidas, o Corinthians finalmente voltou a
vencer contra o Vasco e disparou na liderança do Campeonato Brasileiro. Para
isso, contou com uma ajudinha da arbitragem que validou um gol do atacante Jô
com o braço. E a sorte continuou sorrindo para o Timão, já que o mistão do
Grêmio perdeu em casa para a Chapecoense e viu a diferença para o líder
aumentar para dez pontos. Outro paulista que está sorrindo à toa é o São Paulo,
que venceu o Vitória fora e ganhou fôlego na degola. Flamengo, Cruzeiro e
Atlético-PR também ganharam e seguem entre os primeiros.
CONFIRA TUDO SOBRE A 24.ª RODADA DO
BRASILEIRÃO!
O
Corinthians reencontrou o caminho da vitória ao bater o Vasco da Gama, por 1 a
0, na Arena Corinthians, e ampliou a vantagem na liderança. Quando a torcida se
mostrava impaciente, Marquinhos Gabriel fez boa jogada individual e cruzou. A
bola desviou e parecia que ia entrar, mas Jô, em cima da linha, desviou com o
braço. Os jogadores vascaínos partiram para cima do árbitro falando sobre a
irregularidade do lance. Tudo em vão.
Após
duas derrotas seguidas no Brasileirão – Santos e Atlético-GO -, o Corinthians
fez as pazes com a vitória e, beneficiado pela derrota do Grêmio para a
Chapecoense por 1 a 0 em casa, aumentou para dez pontos a vantagem sobre o
Imortal (53 a 43). Por outro lado, o Vasco voltou a perder depois de duas vitórias
e estacionou nos 31, no meio da tabela de classificação.
VITÓRIA DECISIVA
Em
jogo de rivais diretos na corrida para deixar a zona de rebaixamento, o São
Paulo conseguiu fazer 2 a 1 no Vitória, no Barradão, em Salvador, com atuação
decisiva de Cueva. Com o resultado, a equipe paulista chega aos 27 pontos,
assumindo a 17ª posição. O Coritiba, porém, tem os mesmos 27 pontos, ainda joga
nesta segunda-feira e pode ultrapassar os são-paulinos no complemento desta 24ª
rodada.
A
partida também foi um duelo entre um São Paulo que vem sofrendo muito fora de
casa diante de um adversário que vai mal como anfitrião. Até o começo do jogo,
o Vitória era o pior mandante do Brasileirão, com apenas nove pontos
conquistados em 12 partidas. Isso se reflete na campanha do Leão, penúltimo com
26 pontos.
Por
outro lado, o Tricolor começou a rodada como o pior visitante, tendo ganho só
cinco pontos longe do Morumbi. Este baixo aproveitamento é um dos fatores que
ajuda a explicar a fraca campanha da equipe paulista no torneio nacional.
VITÓRIA TRANQUILA
O
Flamengo se manteve entre os primeiros colocados no ao vencer o Sport, por 2 a
0,no estádio Luso Brasileiro, no Rio de Janeiro. A vitória foi justa e poderia
ter sido por um placar bem mais elástico diante de um público pequeno, talvez,
afastado pelo forte calor. Guerrero e Éverton Ribeiro marcaram os gols
rubro-negros.
O time
carioca se reabilitou da derrota no clássico para o Botafogo, por 2 a 0, e
atingiu os 38 pontos sem risco de perder vaga dentro do G6 – zona de classificação
da Copa Libertadores. E vai ficar em quarto lugar se o Palmeiras, com 37
pontos, não vencer o Coritiba, segunda-feira, no fechamento da rodada.
De
outro lado, a situação do time pernambucano é complicada. Completou sete jogos
sem vencer e continua despencando na tabela, onde soma 29 pontos, dois apenas
na frente dos times que abrem a zona de rebaixamento.
MISTÃO FRIO
De
olho no confronto do meio de semana da Libertadores e com um time recheado de
reservas, o Grêmio viu o título do Brasileiro ficar um pouco mais longe ao
perder para a Chapecoense, por 1 a 0, em sua Arena, em Porto Alegre. Arthur
marcou o único gol da partida para a Chape.
A
derrota, somada à vitória do Corinthians, deixou a diferença para líder
novamente em dez pontos (53 a 43). A Chapecoense, por sua vez, deixou a zona de
rebaixamento, subindo para o 14º lugar, com 28 pontos.
SOFRIDO, MAS…
O
Cruzeiro não quis saber de poupar seus titulares pensando na decisão da Copa do
Brasil contra o Flamengo. Mesmo com a formação considerada titular, a Raposa
sofreu para superar o Bahia, por 1 a 0, no Mineirão, em Belo Horizonte. O único
gol da partida foi anotado pelo zagueiro Léo, de cabeça. O placar poderia ter
sido maior, não fosse um pênalti desperdiçado pelo meia Thiago Neves.
Esta
foi a terceira vitória do time celeste nas últimas quatro rodadas. Sequência
que mantém o clube firme na briga por vaga na Libertadores de 2018. Agora, é o
sexto colocado, com 37 pontos, e estaria entre os garantidos na fase preliminar
do torneio. O Tricolor baiano continua seriamente ameaçado pelo rebaixamento,
com 27 pontos, na 17ª posição. Supera o São Paulo, primeiro na degola apenas no
saldo de gols: -2 a -4
LOUCO POR AMÉRICA
O
Atlético-PR está de volta à briga por vaga na Libertadores de 2018. O time
paranaense fez a lição de casa e superou o Fluminense, por 3 a 1, de virada, na
Arena da Baixada, em Curitiba. Artilheiro do Brasileirão com 14 gols, Henrique
Dourado abriu o placar para o Tricolor. Felipe Gedoz, Ribamar e Jonathan
garantiram a virada.
Com
este resultado, o Furacão encerra uma série de três rodadas sem vitórias, já
que vinha de dois empates e uma derrota. Agora, está com 34 pontos, três a
menos que o Botafogo, último colocado do G6. O Flu, por outro lado, estacionou
nos 31 pontos, na 11.ª colocação e ficou mais distante da briga por
Libertadores. O time carioca também chega a três jogos sem vitórias, com duas
derrotas e um empate.
RUIM PARA TODOS
Adversários
diretos na briga contra o rebaixamento, Avaí e Atlético-MG ficaram no empate
por 1 a 1, na Ressacada, em Florianópolis (SC). Wellington Simião abriu o
placar para o time da casa no primeiro tempo e Otero saiu do banco para deixar
tudo igual no fim.
O
resultado não foi ideal para nenhum dos dois times, já que os mantêm próximos
da zona da degola. O Galo é o décimo colocado com 31 pontos, dois a mais do que
o Leão, que está em 13º. O primeiro time dentro do Z4 são São Paulo e Coritiba,
que têm 27 pontos. O Coxa ainda encara o Palmeiras, nesta segunda.

COMENTÁRIOS: