Apático, time do Flamengo descarta abalo psicológico

36
Márcio Araújo, jogador do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

ESPN: O
Flamengo perdeu o título da Copa do Brasil para o Cruzeiro e poucos dias depois
foi derrotado pela Ponte Preta por 1 a 0 no Campeonato Brasileiro, o que
caracteriza a situação perfeita para entrar em crise e ter o lado psicológico
afetado. Porém, na visão do técnico Reinaldo Rueda, não existe motivo para
desespero e ele não parece muito disposto a aceitar que os atletas fiquem abalados.

Na
visão do colombiano, o Flamengo tem um grupo experiente o suficiente para saber
lidar com esse tipo de situação.
“O
elenco do Flamengo é formado por grandes jogadores, de nome, acostumados a
lidar com esse tipo de pressão. Logicamente que quando não se ganha a cobrança
existe. Mas acredito que em campo demos uma resposta positiva no quesito
psicológico, pois tentamos propor jogo e não demonstramos abatimento com a
perda da final. A pausa pode vir para o bem ou para o mal, depende da maneira
como vamos aproveitá-la”, disse Rueda.
O
treinador disse esperar a cobrança por parte dos torcedores.
“Em um
grande clube, com uma grande torcida, esse tipo de pressão existe. Cabe a nós
darmos a resposta dentro de campo”, disse Rueda.
Os
jogadores parecem pensar de maneira parecida.
“Não
podemos nos abalar porque ainda tem muita coisa em jogo nesta temporada e
precisamos ganhar os próximos jogos. Vamos aproveitar essa parada do Campeonato
Brasileiro para recarregarmos as baterias”, disse o zagueiro Réver.
A
paralisação a que se refere o zagueiro do Flamengo se deve aos compromissos da
seleção brasileira pelas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de
2018, que será disputada na Rússia. Com isso, o próximo jogo do Rubro-Negro
será apenas no dia 12 de outubro, o clássico contra o Fluminense, no Maracanã,
no Rio de Janeiro (RJ), às 17h(de Brasília), pela 27ª rodada.

COMENTÁRIOS: