Capixaba de 9 anos encanta o Flamengo

44
Foto: André Rodrigues/A Gazeta

COLUNA
DO FLAMENGO
: “Craque o Flamengo faz em casa”. Este lema é conhecido da torcida
flamenguista, acostumada a ver jovens de sucesso despontando no time principal.
Buscando seguir nesta linha tradicional, o clube procura jogadores por todos os
“quatro” cantos do Brasil para integrar as categorias de base.

E em
Vitória, capital do Espírito Santo, mais precisamente no Bairro Alagoano, o
Mengão encontrou uma criança com talento puro. Kawe Neves, de apenas 9 anos,
vem chamando atenção do clube. Mesmo com a pouca idade, encanta por ser
ambidestro, jogar pelas pontas, ter facilidade no drible e um bom psicológico
para não ser afetado por qualquer tipo de pressão em campo.
“Ele é
realmente um atleta diferente de tudo o que já vi no futebol de base. Trabalho
com esporte faz alguns anos e ele tem características raras: chuta muito bem
com as duas pernas, é veloz, dribla, não se esconde em campo e se sente
tranquilo em momentos que exigem ter um psicológico bom. Nosso acompanhamento é
para que ele evolua cada vez mais”, pontuou Kayo Moreno, treinador da criança
em Vitória, ao site Gazeta Online.
Kawe
vai se mudar para o Rio de Janeiro no início do ano, junto com a mãe. Mas, ele
já conhece um pouco da estrutura rubro-negra. Em 2017, passou por um período de
testes com a equipe sub-11 do clube. Sob avaliação dos olheiros, o capixaba não
se intimidou, marcando nove gols em três partidas disputadas.
“Jogar
lá no Flamengo foi bem legal. Me diverti, joguei bem, fiz gols, dei passes para
gols. Deu tudo certo lá, o pessoal do Flamengo gostou muito de mim, me
elogiaram. Eu fico alegre, pois meu maior sonho sempre foi jogar no Flamengo.
Mas meu maior sonho é me tornar jogador profissional lá. Sei que sou pequeno e
que tenho que treinar muito ainda para chegar longe, mas quero fazer isso para
ajudar meu pai e minha mãe”, comentou Kawe.
Para o
pai, o momento é de felicidade. Segundo Robson dos Anjos, a ida para a capital
carioca vai ser bom para o desenvolvimento do filho, que vai estudar e treinar
nas instalações do Flamengo.
“O
Kawe passou por alguns testes lá e se destacou porque ele ama jogar futebol.
Ele começou no futebol aos 4 anos de idade e sempre pedia para chutar uma bola.
Agora nossa preocupação é continuar auxiliando-o. Lá ele vai ter boa estrutura
para crescer, para estudar. Nós estamos dando todo o apoio que podemos. A mãe
dele vai viajar com ele para o Rio para morar lá com ele”, finalizou Robson dos
Anjos.

COMENTÁRIOS: