Diego Alves pega pênalti, mas Flamengo perde para Ponte Preta

31
Diego Alves, goleiro do Flamengo, em cobrança de pênalti – Foto: Staff Images

ESPN: A
Ponte Preta venceu o Flamengo, jogando em casa, nesta segunda-feira, por 1×0,
em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O único gol do jogo
foi marcado por Jean Patrick aos 7 minutos do segundo tempo.

Assim,
a macaca, que agora é o 15ª colocado, atingiu os 31 pontos, deixou a zona de
rebaixamento e acabou com o jejum de 4 jogos sem vitória. Já o time carioca
ficou estagnado na 7ª colocação com 39 pontos.
O jogo
O
primeiro tempo da partida foi bem fraco, sem grandes oportunidades para as duas
equipes.
A
primeira oportunidade foi com Sheik, aos 8 minutos, que cortou Renê e cruzou
para Lucca, que cabeceou à direita de Diego Alves.
A
segunda foi apenas aos 23 minutos, quando Renê fez bom cruzamento para Arão,
que, sozinho, cabeceou para fora e perdeu grande chance.
Em
seguida, a Ponte respondeu com boa jogada de Geuvânio, que tocou para Éverton
Ribeiro. Mas o meia flamenguista não aproveitou, demorou e foi desarmado.
O
segundo tempo começou bem mais agitado com Lucca cobra falta com muita
categoria e Diego Alves voando para fazer uma defesa incrível!
Logo
emseguida, aos 3 minutos, Geuvânio deixou Paquetá livre, mas o garoto foi
atrapalhado por Jeferson e chutou por cima do gol.
Aos 7
minutos, gol da Ponte Preta! Nino Paraíba levantou, Wendel ajeitou e Jean
Patrick bateu. A bola ainda desviou em Rhodolfo antes de entrar no canto
direito de Diego Alves.
Depois
de 10 minutos, pênalti para os donos da casa. Wilian Arão recuou mal e Réver
derruoua Lucca. Luccas foi para a cobrança, fez duas “paradinhas” e
Diego Alvez, especialista em pênaltis, defendeu a cobrança.
Aos 36
minutos, Naldo pisou na canela direita de Vinicius Júnior e foi expulso.
Depois
disso, apesar dos 5 minutos de acréscimo, os times não criaram chances claras
de gol.
Próximos confrontos
Na
próxima rodada, o Flamengo recebe o Fluminense no Maracanã, quinta-ferira
(12/10) às 17h (horário de Brasília). Enquanto a Ponte recebe o Santos no mesmo
dia e horário.

COMENTÁRIOS: