Márcio Braga tenta montar oposição única para eleição no Flamengo

30
Márcio Braga, ex-Presidente do Flamengo – Foto: Reprodução

GLOBO
ESPORTE
: Presidente do Flamengo em quatro mandatos e tetracampeão brasileiro,
Márcio Braga convocou lideranças das oposições rubro-negros a se reunirem na
próxima quinta-feira. O objetivo de Márcio com o encontro é impedir que os
opositores a Eduardo Bandeira de Mello se diluam em vários grupos e chapas nas
eleições presidenciais de 2018.

– O
Flamengo tem como objetivo, está la no seu artigo 2º, a prática do remo e
futebol. São as atividades-fim do Flamengo. Essa diretoria foi um desastre
tanto no remo quanto no futebol. Conseguiram fazer arrecadação enorme, que não
é fruto só do trabalho deles. Tiveram felicidade de pegar arrecadação no pico.
O orçamento do clube é de 600 milhões, maior do que o orçamento da CBF para o
no futebol. Eles não ganham nada, não têm correspondido no futebol e nem as
contratações têm respondido – afirmou.
Márcio
Braga, de 81 anos, acredita que a sequência de insucessos no futebol
atrapalhará a continuidade do grupo de Eduardo Bandeira de Mello à frente do
Flamengo. No entanto, para derrotá-lo, pede unidade dos opositores.
– A
situação deles é muito ruim, isso implica dizer que dificilmente vão ter
condições de eleger um sucessor do Eduardo. Eduardo não passou de um laranja do
grupo deles. Como não passou um (Wallim Vasconcellos foi impugnado em 2013),
ele virou o candidato. O Flamengo tem muitos bons nomes para presidi-lo. Não
podemos permitir que haja desarticulação da oposição e deixar que coloquem um
novo laranja. Precisamos começar a articular a oposição para participar da
oposição. Não podemos deixar racha. Precisamos de um candidato único para a
eleição.
Márcio
Braga apoiou Eduardo Bandeira de Mello tanto nas eleições de 2012 quanto nas de
2015, ambas vencidas pelo atual mandatário. Recentemente, porém, o atacou após
derrota por 2 a 0 para o Vitória, jogo que culminou na demissão de Zé Ricardo.
– O
momento é horrível. Há muito tempo. O presidente é incompetente e pé frio. Pé
frio! Eu estou no Flamengo há 40 anos. Eu sei o que é um pé frio. Tudo está
errado com ele. Fica acumulando vice-presidentes e não acerta. Não tem sorte.
Eles gastam, gastam, gastam. Compram, compram e compram. E nada. O presidente
tem que se recolher à insignificância dele – disse, no último dia 6.

COMENTÁRIOS: