Reage, Flamengo

76
Torcida do Flamengo criticando DNA perdedor, “falsos rubro-negros” e pedindo as saídas de Caetano e Fred Luz
Foto: Divulgação

FALANDO DE FLAMENGO: Por Thiago Nascimento

A
ressaca ainda existe. Uma derrota que ainda dói (e muito) em todos aqueles que
exercitam diariamente o Rubro Negrismo.
A
união da torcida do Flamengo no dia 27 de Setembro de 2017 foi comovente. A
cada minuto do dia, a internet era inundada de vídeos e fotos de milhares de
Rubro Negros e Rubro Negras que faziam questão de demonstrar todo o seu amor
pelo Mais Querido.
As
manifestações de apoio ao time, aconteceram em todos os Estados do nosso
Brasil… Desde a região Norte até a região Sul.
Além
disso, não podemos nos esquecer das centenas de torcedores do Flamengo que se
reuniram ao redor do mundo, para torcer pelo clube mais popular do Brasil.
Isso
sim, é mágico.
A
decepção pela perda do título da Copa do Brasil, é grande. Não só pelo caneco
em si, afinal de contas, ganhar ou perder faz parte do jogo. Mas triste mesmo,
é a maneira como se perde um jogo e um campeonato.
Muitos
foram os erros de planejamento do futebol do Flamengo em 2017. Todos eles já
dissecados por opinião pública e torcida em geral.
Porém,
confesso que apesar de todos esses erros cometidos ao longo do ano, eu jamais
esperaria que em uma final de campeonato, o time do Flamengo tivesse uma
estratégia de pênaltis tão esdrúxula quanto essa que foi posta em prática na
final Copa do Brasil.
Nem em
campeonatos de futebol amador, que são realizados nos milhares de bairros
espalhados pelo Brasil, você presencia tamanha bizarrice.
Essa
“estratégia” de tentar agarrar todos os pênaltis pulando para o mesmo lado,
talvez simbolize a atual gestão de futebol do Flamengo: fraca, ingênua e
presunçosa.
Ter
humildade para reconhecer os próprios erros, além decompetência para
transformá-los em acertos, são característicasindispensáveis para gerir o
futebol do Flamengo.
Reage
Flamengo!!!
Saudações
Rubro Negras.

COMENTÁRIOS: