Jornalista que noticiou doping de Guerrero revela que já recebeu mais de mil ameaças de morte

12

Editor de esportes do canal “RPP”, o jornalista Pierre Manrique revelou que vive um momento bastante conturbado na carreira e que já recebeu 1.200 ameaças de morte.

Chamado de “traidor da pátria”, seus compatriotas acreditam que ele foi responsável por vazar a notícia e dar detalhes sobre o processo de tratamento de informações sobre o controle de doping do capitão da equipe peruana.
Ninguém gosta de ameaças. Tenho família. A única coisa que fiz foi respeitosamente lidar com a questão. Nós nunca falamos sobre o controle de doping, de doping positivo e nem de cocaína“, explicou o jornalista, que negou ter fornecido informações para a rede “ESPN” da Argentina.
A acusação dos fãs peruanos baseia-se no fato de Manrique ter trabalhado por 15 anos na Argentina. Aqueles que ameaçam Manrique especulam que, se ele não tivesse divulgado a informação, a Fifa não teria sancionado Guerrero. No entanto, a Federação Peruana de Futebol (FPF) reconheceu que a punição foi incluída em uma mensagem enviada anteriormente pela entidade que comanda o futebol mundial.
Fonte: Coluna do Flamengo

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here