Bandeira diz que Muralha foi vítima de “covardia” e entende possível saída.

10

Muralha foi o nome de maior reprovação pela torcida rubro-negra após diversas falhas técnicas que custaram a perda de um título (Copa do Brasil). Em entrevista realizada no Paraguai ao “Seleção SporTV“, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, diz que o arqueiro sofreu covardia e que compreende sua saída do clube.

Todo mundo sabe o que o Muralha passou. Ele foi vítima de uma covardia. Aquele editorial do jornal Extra realmente magoou muito o jogador e todos que gostam dele, inclusive nós que convivemos com ele no Flamengo. Então, ele está passando por uma situação difícil e se para ele for melhor sair, nós vamos compreender. Tenho certeza que ele, excelente goleiro que é, chegou à seleção brasileira, já foi eleito um dos melhores goleiros do campeonato brasileiro de 2016 e 2015, ele certamente vai dar a volta por cima na sua carreira” -, afirmou.

Ao ser questionado se a saída do goleiro poderia ser por meio de um empréstimo ou em definitivo, o presidente deixou claro que ainda não há uma decisão, porém busca uma alternativa boa para ele (goleiro) e o Flamengo.
Não tem absolutamente nada definido. Vamos estudar o que aparecer e encontrar uma solução que seja boa para ele e para o clube” -, disse.
Muralha chegou ao Flamengo em 2016 após ter sido o melhor goleiro do Brasil enquanto atuava com a camisa do Figueirense, rebaixado naquele ano. O camisa 38 chegou à Seleção Brasileira, após, começou a cair de produção, fazendo com que o Flamengo buscasse a contratação de Diego Alves.
Por Coluna do Flamengo

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here