Libertadores terá ao menos 12 duelos entre campeões já na fase de grupos.

15

O sorteio desta quarta-feira (20) determinou que a Copa Libertadores de 2018 terá duelos de peso logo na fase de grupos. O torneio promoverá seis duelos – com direito a jogos de ida e volta – entre antigos campeões somente nesta etapa, número que pode aumentar com a chegada de Olimpia e Vasco, que disputam a fase preliminar da competição.

O grupo mais “pesado” será o do Corinthians, mas não por conta do clube brasileiro. Campeão em 2012, ele terá pela frente o argentino Independiente, atual campeão da Sul-Americana e heptacampeão da Libertadores – melhor marca da história. O clube paulista foi cabeça de chave no sorteio, enquanto os argentinos foram sorteados na segunda leva de equipes.
Em segundo lugar fica o confronto entre o cabeça de chave do Grupo 6, o Santos, e o argentino Estudiantes, segundo a ser selecionado para chave. O duelo colocará em campo sete taças, sendo três do clube do litoral paulista e quatro do Estudiantes.
O jogo do Grupo 8 entre Boca Juniors (cabeça de chave) e Palmeiras tem o mesmo número de conquistas, porém seis delas são da equipe de Buenos Aires, contra uma dos paulistanos. No entanto, a chave pode ganhar mais partidas entre vencedores da Libertadores caso o Olimpia passe de toda fase preliminar – os paraguaios são tricampeões do continente.
Na sequência está o encontro entre Flamengo e River Plate (cabeça de chave), membros do Grupo 4. Os rubro-negros têm uma conquista, em 1981, enquanto os rivais argentinos têm um currículo mais qualificado no continente: levantaram o troféu em 1986, 1996 e 2015.
Cruzeiro contra Racing, no Grupo 5, e Atlético Nacional contra Colo-Colo, no Grupo 2, fecham os duelos já confirmados entre campeões continentais. Ambos os confrontos carregam nas costas três títulos da Libertadores, sendo o time mineiro e o colombiano responsáveis por duas taças cada, contra uma de seus respectivos adversários.
A matemática do Grupo 5 pode mudar em caso de classificação do Vasco, que ocupará a quarta vaga da chave se passar por toda pré-Libertadores.
A distribuição dos grupos se deu desta forma por conta da metodologia adotada pela Conmebol no sorteio, que listou os classificados entre quatro potes, separados pelo ranking da confederação. O Grêmio foi o único brasileiro “sortudo”, afinal não terá pela frente nenhuma equipe que conquistou a competição no passado. Além dos gaúchos, o uruguaio Peñarol é o outro campeão “solitário” na fase de grupos.

Fonte: Uol

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here