Condição imposta pelo Fla para locação do Engenhão revolta dirigentes do Botafogo

100

A locação do Engenhão para o Flamengo gerou discórdia entre os dirigentes do Botafogo por conta de uma condição imposta pelo Mais Querido. O clube tem a ideia de colocar o escudo no círculo central antes da partida e durante o intervalo, afim de “quebrar” o branco e preto predominante do estádio. As partes ainda não chegaram em um consenso, mas trabalham para que isso seja resolvido de forma rápida.

Luís Fernando Santos, vice-presidente executivo do alvinegro carioca, disse que há pessoas favoráveis, não favoráveis e também quem ainda está indeciso sobre a proposta. Em seguida, indagou que estão todos os pontos em discussão e completou dizendo que é um processo democrático, apesar de ter vontade em ceder parte da cessão ao rubro-negro.

— Ainda estamos negociando com o Flamengo. O que está no papel é o que estamos construindo com o Flamengo. Existem conselheiros favoráveis, contrários, e parcialmente contrários. É um processo democrático de discussão do problema. A diretoria do Botafogo está à vontade na realização do contrato de cessão do uso do estádio para o Flamengo – afirmou ele.

Além da condição citada acima, há a vontade de montar um quiosque para vender produtos licenciados do Mengão. Essa negociação é a que está mais avançada, mas todos os documentos precisam ser aprovados internamente.

COMENTÁRIOS: