Diego Maurício: “O Flamengo vai ser sempre lembrado na minha vida”

40
Diego Maurício, sem dúvidas, foi uma das grandes revelações rubro-negras em 2010, quando subiu ao elenco profissional. A semelhança física fizeram ele ser conhecido como ‘Drogbinha’, o craque marfinense. O início chegou a ser animador, mas as poucas oportunidades fez se desenvolver pouco e acabou sendo repassado para outros oito clubes: Alania-RUS, Sport, Setúbal-POR, Bragantino, Al-Qadisiya-ARA, Shijazuang-CHI e, agora, Gangwon-COR.
Ao ser questionado sobre o Flamengo, Diego Maurício, em seu melhor momento da carreira, não esqueceu de onde veio. 
— O Flamengo vai ser sempre lembrado na minha vida toda por ter sido o clube que abriu as portas para mim. Cheguei com 8 anos e sai com 22. É muito tempo dentro do Flamengo. Entrei criança e me formou homem. Tive a oportunidade de ser jogador profissional e dar vida melhor para minha família. Sou muito grato ao que recebi e só tenho a agradecer.
Em uma cultura totalmente diferente da encarada no Brasil, o ex-jogador do Flamengo teve de fazer de tudo um pouco, até comer carne de cachorro e besouro, como ele mesmo disse:
— Já comi carne de cachorro, besouro… bastante coisa meia estranha, principalmente na China. Fui em alguns jantares lá que tinha testículo, aí recusei, né? Era demais para mim. Não tem como comer. Já comi algumas coisas engraçadas. Tem tradutor o tempo todo para explicar o que é cada coisa, quando tentaram falar direto no inglês comigo antes de falar com o tradutor, dei uma quebrada. Aí não me arrisquei mais.

COMENTÁRIOS: