Carpegiani quebra silêncio após demissão: “Não me arrependo de nada, sempre tive coerência”

108

Na última semana, o Flamengo promoveu uma onde de demissões no futebol. Dentre os nomes que foram mandados embora do clube, está o técnico Paulo César Carpegiani. Até então, o treinador não havia falado à imprensa após o acontecimento. Mas, nesta terça-feira (03), ele concedeu entrevista à emissora Sportv.

Carpegiani participou ao vivo do programa “Seleção” e, inevitavelmente, comentou sobre a partida contra o Botafogo, que foi o estopim para as mudanças ocorridas no Flamengo.

— O Botafogo tem um nível, tem torcida, tem tradição. Você não vai ganhar todos os jogos. Quando nós enfrentamos uma fórmula esdrúxula (regulamento do Carioca), apesar do Flamengo ter sido campeão no ano passado […] Você possibilitou ao Botafogo, o quarto classificado, a ter um jogo direto, bastando uma vitória para nos eliminar. E foi o que aconteceu.

Em seguida, Carpegiani explicou o seu método para montar o time, garantindo que não se arrepende da tática que utilizou no clássico contra o Alvinegro.

— Não me arrependo de nada do que eu fiz, eu pensei ‘não vou esperar’ […] Eu não sei montar time com três zagueiros, para segurar o jogo, ou botar três ou quatro volantes. Eu não sei fazer isso. Eu prefiro tentar buscar a vitória e depois ver o resultado. Eu não sou um comentarista, nem palpiteiro. Eu tenho que fazer o resultado. Então, eu sempre tive uma linha de coerência muito franca e objetiva.

COMENTÁRIOS: