Comentarista detona o Fla e Rodrigo Caetano rebate ao vivo

235

Nesta quarta-feira (04), o ex-dirigente rubro-negro foi um dos convidados do programa ‘Seleção’, da emissora SporTV. Durante a participação de Rodrigo Caetano, o comentarista Dé Aranha resolveu apontar problemas ocorridos no Flamengo, sem se intimidar com a presença do ex-dirigente do Rubro-Negro. Caetano, por sua vez, não ficou calado, rebatendo opiniões de Dé.

— Um time sem alma, que não tem a mística do Flamengo, não vibra, não se revolta com a derrota. A história do Flamengo é completamente diferente. Na hora da escolha é fundamental não só a qualidade. O Zico por exemplo, que é o jogador símbolo do clube, dava carrinho, colocava a bunda no chão quando precisava. O time do Flamengo é frio, sem alma, não é o Flamengo que eu

 

 conheci —, disse o comentarista.

— Se não tivesse alma e espírito não teria chegado nas finais que chegou? Você acha que os técnicos e os atletas querem a mesma coisa? Quem está no Flamengo sabe da responsabilidade, tem que fazer por onde vencer. Agora, ser segundo para mim não é fracasso. Rotular a equipe por insucesso, dizendo que não corre. Isso para mim é errado. Em alguns outros clubes do futebol brasileiro, quando se exalta as opções, é porque tem bom elenco, mas quando se fala do Flamengo, com opções, se fala em fracasso. É uma avaliação normal se tratando do clube, porque tem a maior torcida do Brasil —, rebateu Caetano.

— O Flamengo é o time que contratou mais técnicos e quem mais demitiu também, técnicos e jogadores. Trouxe aí: Diego Alves, Rodinei, Rhodolfo, Trauco, Renê, Romulo, Cuellar, Éverton Ribeiro, Berrío, Marlos Moreno, Geuvânio, Henrique Dourado… É muita contratação que deu errado. Por que tanto jogador qualificado dá errado? Tem alguma coisa errada no futebol do Flamengo. Para que contratar o Éverton Ribeiro se tem o Diego e o Paquetá na mesma posição? O Fla adequou posições para jogador em detrimento de esquema tático. Inventou 4-1-4-1 para poder colocar Paquetá, Éverton Ribeiro, mudar a posição do Diego e jogar com um volante só. Assassinaram um jogador, o Márcio Araújo, extremamente necessário, e agora ressucitaram o Jonas, que a torcida está esperando falhar. É detestado. O Flamengo contratou quatro laterais esquerdos e o melhor não é lateral. Tem Juan, Rhodolfo e Réver, mas os três não tem velocidade —, retomou Dé.

— O Dé destacou bem: muito jogador qualificado que não deu certo. A grande maioria dos jogadores não só vieram para o Flamengo mas foram disputados com grandes clubes do futebol brasileiro. Qual a nossa função? Uma delas, na verdade: montar o melhor elenco possível. O esquema que vai jogar, o técnico que vai definir. Eu discordo que seja um problema, temos várias boas opções. E tem que aumentar o número de opções. Vários desses nomes tem qualidade para estar no Flamengo. Quando chegaram aqui foram ovacionados, mas alguns detalhes, resultados que não vieram, até mancharam a trajetória de alguns deles —, afirmou Rodrigo.

Mesmo com as justificativas do ex-diretor do Flamengo, o comentarista não se satisfez e continuou com postura ríspida quanto ao clube.

 Está tudo errado. Eu achava que o Flamengo tinha o melhor elenco do país ao lado do Palmeiras, mas já mudei de ideia. A coisa mudou de figura. Será que é tão bom assim? Não basta chegar nas finais. O investimento que foi feito é para ganhar título. Tem uma hora que tem que chutar o balde —, finalizou.

COMENTÁRIOS: