Jornalista dispara contra diretoria do Flamengo

296
O que antes eram só elogios, agora os dirigentes recebem críticas constantes, seja de parte da torcida ou da imprensa. Dessa vez quem os criticou foi o jornalista Eugênio Leal no programa Rodada Fox, da Fox Sports.

O comentarista relembrou o histórico recente do clube, onde criou-se expectativa pela conquista do Campeonato Brasileiro em 2016. Já em 2017, com investimento ainda maior, ganhou apenas um Campeonato Carioca, o que não fora suficiente para satisfazer a torcida. O jornalista criticou também os dirigentes pela falta de planejamento, pois demitiu o diretor de futebol, Rodrigo Caetano, e o treinador, Paulo César Carpegiani, no início desta temporada.

— Começou em 2016, com o cheirinho. Vem aí mais um título, não aconteceu. Em 2017, veio só o Estadual, considerado pouco pela torcida, que vê 2018 começar sem planejamento, sem técnico, manda técnico com histórico embora, troca diretor de futebol. A torcida sente falta de comando, vê o reflexo em campo. Uma diretoria que acaricia demais os jogadores, sempre defendendo —, disse o jornalista.

Leal ainda lembrou de quando o vice-presidente de futebol Ricardo Lomba deu declarações fortes contra o atletas e, segundo ele, quase foi afastado do cargo.

— Quando o Ricardo Lomba criticou os jogadores quase foi afastado do cargo, não pode falar dos jogadores. O time não rende bem, espera muito mais desempenho e empenho em campo. Nas entrevistas ninguém reconhece, o discurso é que está indo bem. Não está indo bem. Se acham que está bem, não conhecem o que é Flamengo. Se exige mais do Flamengo. Vitória, dedicação, bom futebol —, finalizou Eugênio.

O Flamengo volta a campo neste domingo (29) contra o Ceará. A partida é válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro e terá início às 16h, horário de Brasília.

COMENTÁRIOS: