Mauricio Barbieri justifica escolhas na escalação

120

Nesta quarta-feira (18), o Flamengo recebeu o Santa Fe, pela Libertadores. O time até começou bem, dominando o jogo, chegou a abrir o placar antes mesmo dos 10 minutos de partida. Mas a partir dos 20 minutos de jogo o Flamengo se apequenou, cedeu o empate e foi o resultado da partida.

O técnico interino do Flamengo, Mauricio Barbieri falou pós-jogo e explicou o que fez ter escolhido o time inicial.

— Entramos com uma equipe ofensiva, tentamos definir o jogo logo. Eles vieram por uma bola e demos essa bola para eles. O Santa Fe consegui empates fora, mas não venceu em casa. A nossa postura será em busca da vitória. Tentamos ajustar o posicionamento para que a bola chegasse mais ao centroavante. O Dourado, que é um excelente jogador, estava com mais dificuldade porque não tem tanta mobilidade. A ideia era ganhar mobilidade por dentro.

O empate mantém o Flamengoo como líder do grupo, com cinco pontos somados. Contudo, o River Plate enfrenta o Emelec nesta quinta e, caso haja um vencedor, o grupo volta a ficar embolado, pois o River chegaria à mesma quantidade de pontos que o Fla e os equatorianos iriam a quatro.

O próximo confronto do Flamengo é no sábado (21), contra o América Mineiro. A partida marca o fim de carreira do ídolo Julio Cesar. Já pela Libertadores, o Flamengo só volta a campo na quarta-feira (25), contra o mesmo Independiente Santa Fe, só que na Colômbia.

COMENTÁRIOS: