Rodrigo Mattos: “CBF apresenta para clubes propostas por direitos do Brasileiro no exterior”

227

A CBF apresentou para os clubes propostas para compra dos direitos do Brasileiro no exterior em reunião na última terça-feira. Foram várias ofertas feitas por agências de marketing em modelos diferentes. Só com a palavra final dos times é que será definida a forma de negociação.

Até 2018, a Globo comprava os direitos internacionais do Brasileiro juntamente com a possibilidade de exibição nacional. Havia um pagamento de US$ 10 milhões, segundo apurou o blog.

Nos novos contratos assinados pela emissora para 2019, os direitos do Nacional no exterior ficaram de fora dos acordos com os clubes. Por isso, a CBF se propôs a representar os clubes de forma unificada na negociação dessas propriedades.

O andamento do negócio, no entanto, andava meio travado desde o ano passado. Logo após a eleição de Rogério Caboclo para presidente, a confederação apresentou as propostas de agências pelos direitos do Nacional.

Não foi possível conhecer detalhes das ofertas. Mas é certo que há desde propostas em que todos os direitos são revendidos às agências, a outras para serem feitas negociações individuais por mercado. Há uma tendência a um pacote fechado para ser negociado em todos os países. Normalmente, ligas europeias vendem as propriedades por mercado.

O caso do Nacional, no entanto, é diferente. Os direitos internacionais do Brasileiro têm tradicionalmente um baixo valor de mercado. A Globo não tinha interesse de negocia-los porque concorria com sua TV no exterior. Além disso, faltam estrelas no campeonato, além de reconhecimento do campeonato.

Reprodução: Blog do Rodrigo Mattos | Uol Esporte

COMENTÁRIOS: