De olho na Libertadores, Flamengo deve rodar o elenco após maratona de um mês

161

Depois de três jogos seguidos repetindo a escalação, o técnico interino Mauricio Barbieri deve dar descanso ao menos a parte dos titulares na próxima partida do Flamengo, contra a Chapecoense, no domingo (13). O clube tem atletas desgastados e alguns até passando a barreira dos 20 jogos ainda em maio. A sequência pesou sobre o elenco e começou a cobrar o preço na última quinta-feira (10), contra a Ponte Preta, no 0 a 0 no Maracanã, como admitiu o zagueiro Réver.

A sequência de jogos vem com desgaste, até pelas viagens. É natural que a gente sinta o cansaço. Acabou ficando um pouco nítido no final da partida. Tentamos até controlar na posse de bola“, disse após a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil.

A declaração de Réver é baseada no mês inteiro de maratona que o Flamengo vai completar no próximo domingo. Desde 14 de abril que o time carioca joga duas vezes por semana. Já são 26 jogos na temporada, e alguns atletas ultrapassaram a barreira dos 20, como Renê, Lucas Paquetá e Vinicius Jr. Outros estão próximos disso, como Rodinei, Cuéllar e Henrique Dourado.

Apesar do cenário duro, o discurso dos personagens do Flamengo foi conforme a cartilha. “A próxima partida é a mais importante“. Mesmo com o duelo contra o Emelec-EQU, que pode definir a vida do Rubro-Negro na Copa Libertadores, marcado para a próxima quarta-feira (16), estar batendo a porta. O técnico interino Mauricio Barbieri, porém, não chegou ao ponto de negar poupados no Brasileirão.

A gente vai avaliar se alguém está mais desgastado. É possível que a gente poupe ou faça uma troca. Como disse em outros momentos, o elenco é qualificado“, disse.

A nossa partida mais importante é em Chapecó no momento. Uma vitória nos deixa na liderança. O cansaço vai fazer parte, mas temos confiança em todos os jogadores do elenco. É nesse momento que isso tem que fazer diferença“, completou Réver.

Reprodução: Esporte Interativo

COMENTÁRIOS: