Flamengo evita euforia antes do clássico contra o Fluminense

Após vitória contundente contra o Corinthians, Flamengo evita euforia para não atrapalhar resultados (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

A vitória de 3 a 0 sobre o Corinthians foi o suficiente para reanimar a torcida do Flamengo, que estava abalada após a eliminação para o próprio Corinthians na Copa do Brasil. Porém, nos últimos anos a animação dos flamenguistas virou combustível para rivais por conta de bordões como o do “cheirinho” e de “segue o líder”. Justamente por conta disso é que o técnico Dorival Júnior e os jogadores procuram deixar a euforia de lado na semana do clássico contra o Fluminense. As duas equipes se enfrentam no próximo sábado, às 17h (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 29ª rodada do Brasileirão.

Dorival acredita que a atuação contra o alvinegro paulista deve ser deixada de lado em termos de euforia. “Foi uma atuação importante, mas perigosa no sentido de se acreditar que vamos repeti-la sempre. O trabalho vai ser sempre no sentido de melhorar e progredir, mas estamos falando de uma competição muito complicada e temos que pensar no jogo a jogo. O nosso pensamento está todo voltado para a partida contra o Fluminense”, disse o treinador.

Atualmente o Flamengo aparece na terceira colocação do Campeonato Brasileiro com 52 pontos, um a menos que o segundo colocado Internacional. Porém, o Palmeiras aparece na liderança com 56 pontos conquistados e está em franco crescimento na competição. Os jogadores flamenguistas não escondem que o desejo do título é uma realidade no Ninho do Urubu, mas também são cautelosos neste sentido.

“O Flamengo sempre entra nas competições sonhando com a conquista do título, porém, o importante neste momento é nos mantermos entre os times que merecem sonhar com essa conquista”, analisou o volante Lucas Paquetá, que marcou dois gols diante do Corinthians.

O time do Flamengo para esta partida será definido nas últimas atividades da semana. O meia Diego, se recuperando de dores no músculo anterior da coxa direita, deve ficar à disposição. Se isso acontecer, resta saber se ele vai realmente recuperar a posição ou se Dorival vai manter o esquema com dois volantes, com Willian Arão e o colombiano Gustavo Cuéllar cuidando da proteção aos zagueiros, e Lucas Paquetá atuando mais adiantado, o que surtiu efeito diante do Corinthians. Nesta quarta-feira o Rubro-Negro volta a trabalhar na parte da tarde no Ninho do Urubu.

Fonte: Gazeta Esportiva