Flamengo vence o Bauru na última partida da fase semifinal da Liga Sul-Americana

O que era para ser um jogo decisivo, acirrado até o último minuto, virou um grande amistoso. Já eliminados da fase semifinal da Liga Sul-Americana, Flamengo e Bauru entraram em quadra nesta quinta-feira, na Arena Barra, para cumprir tabela. Marquinhos foi o cestinha com 27 pontos e ajudou na vitória rubro-negra por 102 a 75. Na primeira partida do dia, o Instituro Córdoba bateu o Minas por 83 a 64 e conquistou a vaga na final.

Além dos 27 pontos de Marquinhos, outro destaque do Flamengo foi Kevin Crescenzi, com 21. Anderson Varejão marcou 15. Pelo lado do Bauru, Lucas Mariano anotou 26 pontos, seguido de Jefferson e Samuel Ferreira, com 16 e 10, respectivamente.

A derrota na estreia complicou a vida do Flamengo na caminhada à final da competição. Nesta quinta-feira, o Rubro-Negro precisava ganhar o Bauru e torcer pelo revés do Instituto de Córdoba diante do Minas. A combinação de resultados levaria a um tríplice empate favorável ao elenco do técnico Gustavo De Conti. A vitória em quadra veio, mas o time argentino terminou o Grupo F da fase semifinal invicto e avançou à decisão, onde enfrentará o Franca, que levou a melhor no Grupo E, contra Quimsa (ARG), Olímpia (PAR) e Libertad Sunchales (ARG).

A final será decidida em uma série melhor de três partidas. A primeira será na cidade de Franca, no dia 7 de dezembro. No dia 13 de dezembro, o Instituto será o anfitrião. Caso haja a necessidade do último jogo, este será no dia 14 de dezembro, novamente em solo argentino. O campeão da Liga Sul-Americana ganha o direito de disputar a Liga das Américas, principal torneio de basquete de clubes entre os continentes. A competição vale vaga na Copa Intercontinental de Basquete.

O jogo

O Flamengo do técnico Gustavo De Conti entrou em quadra com os armadores David Rosetto e Deryk Ramos, o ala Marquinhos e os pivôs Anderson Varejão e David Nesbitt. O Bauru, comandado por Demétrius Ferracciu, iniciou a partida com Fulvio, Jefferson, Samuel Ferreira, Enzo Ruiz e Marco Ignacio.

O jogo começou preguiçoso, após a confirmação da eliminação dos dois times. O Bauru foi quem abriu o placar. Jefferson se destacava com chutes de fora, tendo ótimas assistências de Fulvio. O Flamengo não apertava na defesa, mas correspondia bem no ataque. Marquinhos e Varejão se movimentavam bastante no garrafão, gastando todo os 24s. Os times se alternaram na liderança do placar, sem abrir margem. Com uma cesta de Marquinhos, o primeiro quarto terminou em 27 a 26 para o time carioca.

O ritmo cadenciado se repetiu no período seguinte, mas com um Flamengo mais acertivo nas idas ao ataque. Enquanto Jefferson seguia como destaque do Bauru, outro nome despontava pelo time carioca. Atento os rebotes, Anderson Varejão marcou pontos embaixo do garrafão. A vantagem logo aumentou no marcador. Na beira da quadra, o técnico Gustavo De Conti pedia velocidade à equipe. Jhonatan acertou dos dois lances livres, e o Flamengo foi para o vestiário com 52 a 41 no placar.

Com o cronômetro apontando 8:00 para o término do terceiro quarto, Jefferson tomou uma falta técnica seguida de uma antidesportiva. Ele foi expulso na partida. O técnico Demétrius buscou rodar o time com o intuito de diminuir a vantagem no placar. O pivô Lucas Mariano tentava opções no garrafão. Corria por dentro e por fora, mas a margem se mantinha. Marquinhos e Varejão seguiam com suas boas atuações. O armador Franco Balbi passou a se destacar também, com certeiros chutes e atenção aos rebotes. 72 a 62 para o Flamengo.

Com três minutos jogados no último quarto, o Flamengo já tinha somado 10 pontos enquanto o Bauru lutava para marcar. Lucas Mariano se desdobrava no garrafão. Curtindo a vantagem, o time carioca apertou a defesa e impossibilitou as ações do adversário. No ataque, Marquinhos desenhava o título de cestinha da partida. Cestas de dois e três pontos eram acumuladas ao ala. Kevin Crescenzi acompanhava o parceiro de equipe. Uma jogada linda de Matheus Britto sacramentou a vitória do Rubro-Negro.

Fonte: Globo Esporte