Lucas Paquetá se despediu em baixa, mas brilhou pelo Flamengo

Lucas Paquetá se emociona na despedida do Flamengo, seu clube de coração

Lucas Paquetá se despediu do Flamengo na derrota por 2 a 1 para o Atlético-PR, pelo Campeonato Brasileiro, nesse sábado (1), no Maracanã. O estádio cheio emocionou o meia e o deixou convicto de que um dia quer voltar ao clube do coração. O adeus, no entanto, foi em baixa. Apesar de ter sido escolhido um dos melhores da competição, o jogador caiu de rendimento no segundo semestre, principalmente depois do anúncio da venda ao Milan.

Ainda que tenha vivido momentos ruins, foi fundamental em vitórias importantes. A principal delas: os 3 a 0 sobre o Corinthians, em Itaquera. Paquetá fez dois gols em um jogo marcante para ele. No primeiro, cabeceou com estilo para vencer Cássio.

Já no segundo, ele se posicionou bem e aproveitou o rebote da cobrança de escanteio de Vitinho. Os dois gols mostraram características do jogador, que precisou se reinventar desde que subiu para os profissionais do clube.

A primeira prova de fogo, inclusive, foi na decisão da Copa do Brasil de 2017 sob o comando de Reinaldo Rueda. O Flamengo perdeu o título, mas ali desabrochou o talento de Paquetá para jogar no meio ou até como centroavante, posição na qual foi escalado na final e terminou responsável pelo gol rubro-negro no Maracanã.

Antes de atuar contra o Cruzeiro, Paquetá entrou em alguns jogos da temporada, mas deixou cartão de visitas impactante ainda no início de 2017, quando fez um gol quase do meio de campo em partida contra o Madureira pelo Campeonato Carioca. Mesmo assim, por pelo menos duas vezes quase foi emprestado para clubes menores. O colombiano Rueda foi quem, de fato, o segurou no Ninho do Urubu.

Entre gols e atuações marcantes, Paquetá colecionava lances de efeito. Foram diversos dribles que povoaram o imaginário dos torcedores. Um deles, no clássico contra o Fluminense, em 7 de junho de 2018. Lindo chapéu em Douglas para delírio da torcida.

Com a camisa do Flamengo, Lucas Paquetá entrou em campo 96 vezes e fez 18 gols. O saldo, claro, é positivo, mas ele deixou o clube marcado por recentes atuações ruins e dois lances negativos. O primeiro no empate por 1 a 1 com o Palmeiras, quando perdeu um gol e isolou a chance de o Rubro-negro se aproximar ainda mais do Alviverde, que depois da partida teve caminho livre para confirmar o título.

Já o segundo foi a expulsão na vitória por 1 a 0 sobre Sport, pouco depois de ter recebido o cartão amarelo. Apesar dos lances de efeito e de ter decidido alguns jogos, a última impressão ficou marcada negativamente para Paquetá. Ele, no entanto, já pensa no futuro, ainda que tenha uma longa história a construir no Milan.

“É dolorido sair do clube sem conquistar títulos. Mas é algo que está vivo e sei que ainda posso voltar. Aquele gol contra o Palmeiras poderia mudar o Campeonato Brasileiro. Fiquei mal no dia seguinte. Mas a minha vida vai continuar com o Flamengo no coração”, declarou.

Fonte: UOL