“Fla faz contratações ousadas, mas paga em dia”, diz Bandeira de Mello

Compartilhe esta notícia

Flamengo e Palmeiras se consolidaram nesta janela de transferência como os dois clubes mais ricos do Brasil. Juntos, a dupla investiu mais de R$ 180 milhões em reforços para 2019. Nenhuma outra equipe se aproximou do poder financeiro ou sequer esteve perto de gastar as quantias desembolsadas por cariocas e paulistas.

Sozinhos, Flamengo e Palmeiras concentram cerca de 25% do valor de mercado de todos os elencos da Série A do Brasileirão. De acordo com o site “Transfermarket”, especializado em transferências ligadas ao futebol, os jogadores da dupla hoje valem, juntos, cerca de R$ 814 milhões, perante R$ 3,2 bilhões de todo os clubes da elite do Brasil.

Eduardo Bandeira de Mello, ex-Presidente do Flamengo – Foto: Márcio Roberto Rocha

A chegada neste patamar não foi por acaso. Métodos como profissionalizar a gestão, além de responsabilidade fiscal foram usados para superar dívidas, criar receita e, dessa forma, gerarem capital para realizar contratações de peso.

Apesar da dívida de R$ 750 milhões que encontrou quando assumiu o Flamengo, Bandeira de Mello conseguiu estar á frente de uma das maiores revoluções financeiras de um clube no Brasil. Programas como o Profut, usado para abater dívidas, ajudaram na recuperação do Rubro-Negro.

“O Flamengo apostou na austeridade, responsabilidade, administração profissional e paciência. Agora colhemos os frutos”

“O futebol é cada dia mais complexo. É preciso ter profissionais em ação. Por mais que o Flamengo faça contratações ousadas, sempre paga em dia e honra seus compromissos“, afirmou o ex-presidente do clube carioca ao jornal “Estadão”.

Além disso, o investimento nas categorias de base gerou resultados, já que recentemente Vinicius Jr e Lucas Paquetá, vendidos para Real Madrid e Milan, respectivamente, renderam mais de R$ 300 milhões aos cofres rubro-negros.

O Palmeiras também passou por uma reestruturação, iniciada em 2015, com a chegada da Crefisa ao Alviverde.

“Quando eu cheguei ao clube (em 2015), o Palmeiras passava por uma reestruturação. O Palmeiras se modernizou e é agora totalmente profissional na sua gestão”, afirmou Zé Roberto, hoje assessor do Verdão.

Amir Somoggi, sócio-diretor da Sports Value, que analisa há 15 anos finanças dos clubes, comentou sobre a evolução financeira que Flamengo e Palmeiras apresentaram nos últimos anos.

“O Flamengo é hoje o clube com o maior potencial financeiro do futebol brasileiro. Em quatro anos eles acumularam lucros de R$ 507 milhões e transformaram o patrimônio líquido de negativo para positivo”, explicou ao “Estadão”.

“O Palmeiras está em uma boa situação financeira por méritos próprios. Por mais que o patrocínio seja 30% do orçamento, o Allianz Parque também faz muita diferença”, concluiu.

Por: Torcedores

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here