Conheça a empresa responsável pelo ar-condicionado no Flamengo

Compartilhe esta notícia

A empresa contratada pelo Flamengo para fazer a manutenção do ar-condicionado do Ninho do Urubu tem sede em um condomínio residencial no bairro de Taquara, na região de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro. A atividade que consta no contrato social também chama a atenção. É especialIzada em “reparação e manutenção de equipamentos eletroeletrônicos de uso pessoal e doméstico”, o que inclui ar-condicionados.

A empresa se chama Colman Refrigeração Ltda. A reportagem dos canais ESPN tentou contato telefônico nesta segunda-feira e não obteve retorno. Também foi até o endereço apresentado como sede no contrato social com o objetivo de entrevistar um responsável. Não conseguiu.

Ao chegar ao local, deparou-se com uma primeira dificuldade. O número fornecido no endereço na estrada do Cafunda era de um condomínio com seis blocos de apartamento e múltiplas entradas.

O bloco correspondente ao da empresa era o quarto e estava do lado oposto da entrada principal, no bloco 1, embora com portaria própria para acesso.

O local é uma área residencial. Do lado de fora não há grandes empresas. Apenas comércio de produtos de alimentação, peças usadas de carro, além de outras casa e prédios. É uma área simples, sendo o condomínio encontrado o conjunto de maior destaque físico naquele cenário.

Dentro dele, apenas apartamentos para moradores. Não há nem sequer comércio de bebidas ou lanches, algo proibido admitiram algumas fontes. A busca da reportagem causou surpresa. Vizinhos e outras pessoas ouvidas não sabiam que ali, vivendo em um dos apartamentos, havia uma empresa especializada em reparos de aparelhos de refrigeração com contrato com o Flamengo.

A informação chegou a causar até desconfiança. “Contrato justo com o Flamengo?”, alguns disseram.

Vizinhos e outras pessoas abordados pela reportagem descreveram que no endereço procurado residia uma senhora com idade entre 70 e 80 anos. Foi mencionado ainda que ela não está na residência naquele momento, sem horário para voltar.

As descrições apontaram uma senhora simpática com os vizinhos e amigável, mas avessa a recursos tecnológicos. Também nos foi informado que ela teria um filho e uma filha. Todos os nomes foram preservados pelos contatos.

A reportagem tentou encontrar os donos da Colman pelos números de telefone cadastramos na prefeitura do Rio de Janeiro. Um deles não teve as ligações atendidas. Outro apresentou uma mensagem de estar indisponível naquele momento.

O ar-condicionado é uma peça importante para entender o incêndio ocorrido no Ninho do Urubu, em Vargem Grande, na manhã da última sexta-feira. O ocorrido deixou um saldo de dez mortes e três vítimas internadas no hospital. Foi instaurado um inquérito no 42º DP (Recreio dos Bandeirantes) para averiguar o caso.

A perícia estudou o local do acidente na sexta. O incêndio começou em um alojamento dos garotos da base, uma área ocupada por contêineres, onde estavam 26 atletas. Uma das hipóteses para o início do fogo seria um curto circuito no ar-condicionado. O curto teria sido provocado pela oscilação no fornecimento de energia.

A polícia civil conduz o caso com o máximo de sigilo e previsão de finalizar em até 30 dias.

Procurado pela reportagem, o Flamengo não quis se manifestar. A atual gestão está há 40 dias no cargo e diz estar empenhada em buscar documentos patrimoniais e certidões do Ninho do Urubu. Nos últimos seis anos foi a gestão Eduardo Bandeira de Mello que esteve à frente do clube rubro-negro.

Em contato anterior com a reportagem, o ex-mandatário disse que não se manifestaria até as conclusões da investigação.

Por: ESPN

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here