“Não gosto de perder, saio revoltado”, diz Cuéllar

Compartilhe esta notícia

Cuéllar chegou ao Flamengo em 2016 e, desde então, viveu momentos de felicidade e frustração com a camisa rubro-negra. A entrega em campo demonstrada pelo colombiano é uma das características mais destacadas pela torcida, da qual virou xodó. Em entrevista ao canal “Pilhado“, do jornalista Thiago Asmar, no Youtube, o jogador afirmou que se irrita profundamente com as derrotas do clube da Gávea.

– Não gosto de perder. Saio de campo e parece que acabou o mundo. Ainda mais com a qualidade do Flamengo. Não gosto de perder de forma nenhuma, saio revoltado -, revelou o volante rubro-negro.

Apesar de declarar ser tímido, o camisa 8 da Gávea destacou o seu “espírito lutador” e a aversão pela derrota. Segundo ele, tais características mostram a sua semelhança com o Fla.

– Nas vezes que saí do campo falando já tinha falado no vestiário, senti o time um pouco abaixo. Falo pouco. Sou mais liderança de jogo do que de falar. Falo coisas pontuais. Sou um pouco tímido. Eu acho que tenho espírito lutador, nunca me dou por vencido. Tenho semelhança com o Flamengo. Sou lutador, nunca me dou por vencido na vida e no futebol -, completou.

Convocado para os amistosos com a seleção colombiana, Cuéllar não estará à disposição do técnico Abel Braga para o jogo contra o Madureira, nesta terça (19), pela quinta rodada da Taça Rio. Ocupando a terceira posição no Grupo C, o Rubro-Negro precisa de apenas uma vitória para se garantir matematicamente na semifinal geral do Carioca. Madureira e Flamengo se enfrentam às 20h30 (horário de Brasília), no Maracanã.

ASSISTA À ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

Por: Coluna do Flamengo

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here