Everton Ribeiro vira referência técnica no Flamengo

Compartilhe esta notícia

“sete: Everton Ribeiro!”, anuncia o locutor do Maracanã durante a escalação do Flamengo em dia de jogo. O estádio pulsa. Os torcedores gritam euforicamente, deixando em evidência a unanimidade que é o jogador quando se trata de idolatria no elenco atual do clube. Ovacionado antes, durante e depois, o camisa 7 curte a fase positiva. Contratado em meados de 2017, o atacante não tardou até cair nas graças. Mas tem sido na atual temporada que ele vive seu melhor momento.

Na teoria, os números são expressivos; na prática, as boas atuações são constantes. E a prova de como Everton Ribeiro tornou-se a referência técnica do plantel (palavra que será muito utilizada no dicionário rubro-negro com a chegada de Jorge Jesus) é o fato dele ser o jogador que mais vezes entrou em campo em 2019. Ao lado de Rodrigo Caio, atuou em 28 das 34 partidas do Flamengo, totalizando 2224 minutos.

Em um ataque que, com Abel Braga, mudou a formação mais de uma vez, só Everton Ribeiro teve vaga cativa, seja atuando pelo seu lado preferido, pela direita, ou pela esquerda, e até mesmo por dentro, no lugar de Diego ou Arrascaeta. Destacou-se em todas.

– Graças a Deus, estou vivendo um grande momento tanto aqui dentro (de campo), como fora. Então fico feliz em poder ajudar. A nossa equipe é forte, tem grandes jogadores que me ajudam dentro de campo. A gente tem certeza que o professor vai chegar com um pensamento vencedor. A gente tem tudo para fazer um segundo semestre muito forte e conquistar títulos, que é o nosso maior objetivo – afirmou recentemente.

Dribles de efeito, finalizações com precisão… o arsenal de Everton Ribeiro é completo, mas são as assistências que têm tornado-se sua mais mortal arma. No geral, em 123 jogos, são 21 passes para gol desde que chegou. Em uma única temporada vestindo vermelho e preto, já bateu seu recorde neste ano. Só nesse primeiro semestre da temporada foram dez assistências.

A última, na vitória contra o CSA por 2 a 0, ratificou o poder de decisão do atacante. Em um time desfalcado de Diego e Arrascaeta, ele assumiu o papel de criador de jogadas. Com 134 passes trocados, foi o atleta que mais vezes tocou na bola.

— Tivemos de fazer alguns ajustes no intervalo, no segundo tempo a supremacia do nosso time prevaleceu. Quanto mais espaço o Everton tem para jogar, mais o talento dele aflora. Então teve cada vez mais condições de colocar nossos atacantes em posição de finalizar – declarou Marcelo Salles após o duelo em Brasília.

PERSONAGEM FUNDAMENTAL
Fora de campo, o vínculo que Everton Ribeiro constrói com a torcida cresce a cada dia. E um nome é o principal responsável por esse elo: Marília Nery Ribeiro, sua esposa. Conhecida como “primeira-dama do Flamengo” na internet, Marília frequentemente interage com os aficionados de forma agradável e sempre procurando exaltar seu marido. Em 2018, quando enfrentou dificuldades na gravidez, a publicitária contou com o forte apoio dos torcedores. De lá pra cá, sempre retribuiu o carinho por meio das redes sociais. Suas mensagens são altamente comentadas, curtidas e compartilhadas. O filho Augusto, de um ano, conhecido como “Baby Guto”, já virou até mascote.

Por: LANCE

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here