Diego Ribas descreve torcida do Flamengo como “desafiadora”, mas descarta desânimo ou temor pelo Rubro-negro

Compartilhe esta notícia

A Nação prova até para os mais descreditados que a Maior Torcida do Mundo Faz A Diferença. Os cinco maiores públicos do Campeonato Brasileiro pertencem a torcida do Flamengo, seja em Brasília ou no Rio de Janeiro – o recorde é no clássico dos milhões, no Mané Garrincha. O reconhecimento vem das arquibancadas, da mídia, do campo e do departamento médico. Lesionado, o craque Diego Ribas descreveu essa paixão flamenguista.

– Ela (a torcida do Flamengo) é pura emoção e única. Única. A palavra emoção representa bem. O Flamengo é amor, é emoção e é viver aquilo intensamente -, disse ele em entrevista ao canal Pilhado, do jornalista Thiago Asmar. O meia aproveitou ainda o papo descontraído para falar sobre sobre sua rápida identificação com o clube.

– Foi crescendo. Já existia uma identificação espontânea, isso é fato. O que me atraiu no Flamengo, sempre deixei claro, né? Foi a grandeza, a torcida, o ambiente e o desafio. Quando cheguei aqui, vi que era tudo ainda melhor do que eu esperava. Mas é extremamente desafiador e é o que mantém motivado. Não vou dizer que é fácil, é algo que você não tem controle, é extremamente exigente. Eu gosto disso. Em alguns momentos é bem puxado, mas vale a pena. Eu sinto isso constantemente e vem o reconhecimento, tudo isso faz com que eu me sinta completo. Nenhum clube neste momento pode me proporcionar o que o Flamengo proporciona -, afirmou.

E, de fato, a torcida do Mais Querido tem mostrado que é a maior e melhor do Brasil na atual temporada. A média de púbico do Flamengo impressiona: 49.008 pagantes por jogo. O Corinthians, segundo colocado no ranking, tem a média de apenas 34.237 – diferença de 14.771 torcedores.


Confira o G4 do ranking de equipes da série A

1º – Flamengo: 49.008 pagantes
2º – Corinthians: 34.237 pagantes
3º – Palmeiras: 30.718 pagantes
4º – São Paulo: 28.953 pagantes


Na Copa Libertadores, o número impressiona ainda mais: são 60.514 média de pagantes por jogo. Os cinco maiores públicos da competição pertencem ao Mais Querido – o recorde é contra o Peñarol, no Maracanã, com 61.576 presentes no estádio.

Foi justamente na Copa Libertadores que o camisa 10 da Gávea sofreu a lesão que o afastou dos gramados desde julho. O meia fraturou o tornozelo esquerdo, diante do Emelec. O prazo de retorno é de aproximadamente quatro meses.

Assista ao vídeo na íntegra

Por: Coluna do Fla

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here