Ex-dirigente relembra contratações do Flamengo e afirma: “Ninguém pode negar a qualidade do Rômulo”

Compartilhe esta notícia

Com a reestruturação financeira que o Flamengo protagonizou nos últimos anos, o clube passou a ter aporte para realizar grandes contratações. Apesar disso, nem todos os atletas que o Rubro-Negro decidiu investir deram o retorno imediato e/ou esperado. Mozer, ídolo como jogador e ex-gerente de futebol da equipe, comentou sobre essa situação, relembrando casos como Diego, Everton Ribeiro e Rômulo, em entrevista ao canal Ser Flamengo.

Na declaração, Mozer destacou que, por conta das chegadas de diversos atletas do exterior, o Flamengo demorou a engrenar da forma que se projetava. Em contrapartida, ele garantiu que todos os envolvidos demonstraram desejo e força de vontade para atingir nível mais alto.

– Nós tivemos grandes jogadores, porém, alguns deles vinham em déficit, porque trabalhavam em campeonatos que não tinham o mesmo nível de exigência do Brasil. Então, até esses jogadores entrarem em forma, nós tivemos uma grande limitação de utilidade dele durante 90 minutos, a nível de constância. Ninguém pode negar a qualidade técnica de atletas como Diego, Rômulo, Rhodolfo e Everton Ribeiro. Embora eu não os conhecesse muito bem, acompanhei a carreira deles no exterior. Para mim, foi uma grata surpresa a simplicidade desses jogadores, o trabalho que eles vieram a desempenhar para sempre vir a melhorar -, disse ele, antes de prosseguir:

– O que fico satisfeito, depois que cheguei, é que o Flamengo tinha grande dificuldade de lutar por títulos. Quando eu cheguei, depois de um ano e meio, disputamos cinco finais. É óbvio que, quando o Flamengo estava em situação difícil, em um ano e meio fazer cinco finais. Nós tivemos uma evolução muito grande. Pecamos e erramos em diversas competições. Se fosse ao contrário, o Flamengo estaria muito mais sólido atualmente. E no Flamengo não adianta só chegar, você tem que ganhar. A torcida perdoa se você chegar uma, duas vezes e não ganhar. Mas em cinco finais, você só vencer uma (a do Carioca), ela não perdoa. E isso é normal, quem joga nesse clube tem que entender.

ASSISTA À ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

Por: Coluna do Fla

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here