Folha Salarial do Flamengo é mais barata que de Cruzeiro e Corinthians

Compartilhe esta notícia

Em 26 de março e em 10 de maio, o blog publicou as folhas de pagamento dos clubes da Série A, sem contar direito de imagem, ou seja, os valores registrados nas carteiras de trabalho dos profissionais, na CLT.

As informações às quais tivemos acesso são resultado de levantamento feito a partir dos registros dos jogadores de futebol no sistema da CBF. Ele contém os custos mensais dos 20 integrantes da primeira divisão.

O direito de imagem pode ser até 40% em cima da remuneração. Ou seja, um jogador que ganha R$ 10 mil pode embolsar cerca de R$ 2.850 por mês dessa maneira e os perto de R$ 7.150 como salários “na carteira”.

Com as contratações e saídas de jogadores, mudam as despesas dos times do Brasileirão com remuneração. A lista abaixo traz as cifras atualizadas, quanto aumentou ou diminuiu e posição do ranking no levantamento anterior.

Note que dos 20 que disputam o campeonato, apenas o Atlético não teve alteração no valor da folha de pagamento. Cruzeiro e Vasco reduziram o custo com salários na carteira e os demais elevaram tal despesa.

Foto: Alexandre Vidal

Evidentemente valor pago mensalmente por cada clube com os direitos de imagem pode modificar radicalmente o ranking abaixo. O motivo: alguns clubes têm mais jogadores recebendo tudo, ou quase, em CLT e outros menos.

Folhas de pagamento – CLT*

1º Palmeiras R$ 8,8 milhões + R$ 300 mil (1º) ⬆

2º Corinthians R$ 8,1 milhões + R$ 500 mil (3º) ⬆

3º Cruzeiro R$ 7,6 milhões – R 400 mil (2º) ⬇

4º Flamengo R$ 7,0 milhões + R$ 400 (4º) ⬆

5º Internacional R$ 5,7 milhões + R$ 800 mil (5º) ⬆

6º Santos R$ 5,4 milhões + R$ 600 mil (7º) ⬆

7º São Paulo R$ 5,3 milhões + R$ 400 mil (6º) ⬆

8º Atlético-MG R$ 4,1 milhões = sem alteração (9º)

9º Grêmio R$ 4,0 milhões + R$ 300 mil (8º) ⬆

10º Fluminense R$ 3,3 milhões + R$ 100 mil (11º) ⬆

11º Vasco R$ 3,3 milhões – R$ 100 mil (10º)⬇

12º Bahia R$ 3,0 milhões + R$ 500 mil (12º) ⬆

13º Athletico R$ 2,7 milhões + R$ 300 mil (14º) ⬆

14º Botafogo R$ 2,6 milhões + R$ 100 mil (11º) ⬆

15º Goiás R$ 2,6 milhões + R$ 300 mil (15º) ⬆

16º Fortaleza R$ 2,4 milhões + R$ 600 mil (17º) ⬆

17º Chapecoense R$ 1,8 milhão + R$ 100 mil (16º) ⬆

18º Avaí R$ 1,4 milhão + R$ 700 mil (19º) ⬆

19º Ceará R$ 1,3 milhão + R$ 200 mil (18º) ⬆

20º CSA R$ 800 mil + R$ 350 mil (20º) ⬆

* em milhões

Obs: não incluído novo treinador do Fluminense, ainda com o interino Marcão; os valores estão arredondados, o Botafogo desembolsa mensalmente R$ 16 mil a mais do que o Goiás.

Por: MAURO CEZAR PEREIRA

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here