Jogadores do West Ham palpitam sobre Flamengo x Grêmio

Compartilhe esta notícia

A competição que gera mais obsessão na América do Sul está em sua reta final: após movimentar torcidas, estádios, países e apostas esportivas, a Copa Libertadores da América está a três partidas de conhecer o seu novo campeão. Na disputa, ainda estão vivos Flamengo, Grêmio, River Plate e Grêmio, ou seja, quatro das equipes mais tradicionais do continente. Porém, a disputa da taça já tem extrapolado as fronteiras do Oceano Atlântico e repercutindo até mesmo na Europa, onde estão as ligas com maiores astros do mundo.

Campeão da Libertadores de 2011, quando ainda defendia o Santos, o meia Felipe Anderson é hoje uma das principais referências do West Ham, time da primeira divisão inglesa. Apesar da experiência na Europa- que conta também com longo sucesso na Itália -, o atleta não esquece de suas raízes e da emoção de entrar em campo pelo torneio mais importante de seu continente. Inclusive, o jogador projeta voltar a disputar uma Libertadores antes de ‘pendurar as chuteiras’.

– A Premier League (primeira divisão da Inglaterra) é um pouco parecida no ritmo. É muito duro jogar aqui, então eu não sinto muita falta. Mas com certeza, um dia eu vou querer, com mais experiência, experimentar uma Libertadores novamente -, disse o jogador em entrevista ao portal Betway Esportes, especializado em apostas esportivas online.

Provando que está ligado no futebol sul-americano, Felipe Anderson palpitou sobre a semifinal entre brasileiros. O camisa 8 do West Ham destacou a força de Flamengo, mas afirmou que vê o tricolor gaúcho como favorito. Para defender seu argumento, ele destacou o retrospecto recente do Grêmio na competição.

– O Flamengo tem mais qualidade, mas o Grêmio tem mais experiência na competição, então creio que vai dar Grêmio -, foi o que disse Felipe Anderson. Em contrapartida, seu companheiro de equipe Emanuel Lanzini, argentino, defendeu o Mais Querido, acreditando que a final do torneio, disputada em Santiago, no Chile, contará com Flamengo e River Plate.

Se os meias do West Ham estão certos sobre os palpites, só será possível saber na próxima semana. Isso porque, em ambos os duelos, os jogos de ida já foram disputados. Os confrontos de volta, porém, estão marcados para os dias 22/10 e 23/10. Na terça-feira, o Boca Juniors recebe o River Plate na mítica Bombonera. No dia seguinte, o Mais Querido enfrenta o Grêmio, com mais de 60 mil pessoas no Maracanã, como tem sido de costume em partidas não só da Libertadores, mas também do Campeonato Brasileiro.

Vale lembrar que, nesta fase, a decisão conta com o critério de gol fora. Dentre os quatro semifinalistas, o Flamengo foi o único que conseguiu se aproveitar de tal recurso até então: jogando na Arena do Grêmio, o Rubro-Negro empatou em 1 a 1, e agora terá a oportunidade de decidir em casa para ir à grande final. Enquanto isso, o Boca Juniors perdeu por 2 a 0 no Monumental de Núñez, e agora correrá atrás do prejuízo para tentar chegar à segunda decisão consecutiva – em 2018, o Boca foi vice para o próprio River.

Por: Coluna do Fla

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here