Marí vê faltas excessivas sofridas pelo Flamengo como ‘arma’ dos rivais

Compartilhe esta notícia

Com 52 pontos em 23 rodadas, o Flamengo de Jorge Jesus é o melhor da era dos pontos corridos (desde 2003). Nunca, independente do bom momento, nenhum outro time conquistou tantos pontos com essa quantidade de rodadas. Os adversários sabem que, hoje, o Rubro-Negro é o clube a ser batido, mas como? Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (09), o zagueiro Pablo Marí reconheceu uma das armas encontradas pelos rivais para atrapalhar o estilo de jogo da equipe.

– É uma das armas dos adversários para tentarem atrapalhar nosso estilo de jogo (sobre o número elevado de faltas sofridas pela equipe do Flamengo). Vamos fazer nossa parte e confiar no trabalho da arbitragem. Não podemos depender dos outros -, declarou o defensor.

FOTO: ISABELLE COSTA/COLUNA DO FLA

Pablo Marí estreou na vitória, por 3 a 2, sobre o Botafogo, dia 28 de julho, no Maracanã. De lá para cá, participou de 16 jogos (12 vitórias; três empates; uma derrota) e anotou dois gols com o Manto Sagrado. Indispensável ao lado de Rodrigo Caio, seu companheiro de zaga, o espanhol contou com seus 21 desarmes para logo ser reconhecido como ‘xerife’ pela Maior Torcida do Mundo.

Marí, no entanto, estará sem seu companheiro oficial de zaga para o duelo contra o Atlético-MG – Rodrigo Caio e Gabriel Barbosa foram convocados para os amistosos em Singapura, entre os dias 10 e 15 de outubro. Independente das datas FIFA, o Flamengo receberá o Galo no Maracanã, na próxima quinta-feira (10), às 20h, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Por: Coluna do Fla

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here