Spindel abre o jogo sobre contratação de Abel e troca por Jorge Jesus: “Quer vencer tudo”

Compartilhe esta notícia

O Flamengo investiu bastante nesta temporada. Ao todo, foram nove contratações, sendo oito jogadores que se tornaram titulares absolutos. Além disso, o Rubro-Negro mudou o comando técnico do time, o que fez a equipe evoluir consideravelmente dentro das quatro linhas. Muito criticado, Abel Braga deu lugar ao português Jorge Jesus. Diretor de futebol do Fla, Bruno Spindel falou sobre o assunto.

Abel Braga ficou cerca de cinco meses como treinador do Flamengo, com 28 jogos oficiais, 18 vitórias, 6 empates e 4 derrotas. Foram 54 gols marcados pela equipe e 24 sofridos, aproveitamento de 64%. Por isso, Bruno Spindel prefere não dizer que os dirigentes erraram na escolha, mas o diretor elogiou bastante o atual comandante do clube carioca, Jorge Jesus.

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

— Vamos lá, falando de forma bem genérica. Tem características que você deseja que sejam preenchidas e às vezes um treinador pode preencher 80%, 90%, 100% é difícil. Aí foi escolhido o perfil do Abel. Não diria, dizer que a gente errou. Não vou entrar nesse mérito. Depois ocorreu o que ocorreu. Fomos campeões cariocas, classificamos na segunda fase da Libertadores, classificamos para as quartas da Copa do Brasil já com o Fera (Marcelo)… Enfim, como jogadores, você o tempo todo está olhando para o mundo todo -, disse, antes de prosseguir:

— Para atletas… Treinador não é diferente. É óbvio que entre você olhar e fazer a troca de um treinador vai um oceano. E a gente foi muito feliz na escolha do Jorge Jesus e a gente enxergava que, se ele não tem 100% das características que a gente espera para um treinador do Flamengo, tem 99,9% das caraterísticas, tem 100%. É insatisfeito, inquieto, quer vencer tudo sempre. O estilo de jogo que está encantando é a filosofia e ideia que atende a filosofia que o Flamengo espera. Foi uma escolha muito feliz -, encerrou Bruno Spindel, em entrevista ao site Uol Esporte.

Jorge Jesus estreou no Flamengo no dia 10 de agosto, em confronto pela oitava de final da Copa do Brasil. Ao todo, o treinador disputou 27 jogos, com 19 vitórias, seis empates e duas derrotas, o que dá aproveitamento de 78% aproximadamente. Além disso, o comandante é apontado como um dos grandes responsáveis de colocar o time na liderança do Campeonato Brasileiro e também de levar o Rubro-Negro à final da Copa Conmebol Libertadores.

Por: Coluna do Fla

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here