Flamengo investiu R$ 20,6 milhões em Rafinha, Marí e Filipe Luís

Compartilhe esta notícia

Ao decidir por reforços no meio do ano, o Flamengo conseguiu remontar a sua defesa com apenas R$ 20,6 milhões. Esse foi o valor dos direitos econômicos, luvas e comissões das transferências de Rafinha, Filipe Luís e Pablo Marí que constam no balancete do clube. Os dois primeiros estavam livres por contrato, e o espanhol estava preso ao Manchester City.

No caso de Rafinha e Filipe Luís, houve gastos com luvas que serão diluídos durante o contrato de ambos, aliados a seus salários. Foram destinados R$ 6,4 milhões para o lateral-esquerdo que veio do Atlético de Madrid, e outros R$ 2,4 milhões para Rafinha. Já pelos direitos de Pablo Marí foram pagos R$ 5,3 milhões, mais R$ 576 mil de luvas.

Pela apuração do blog, Filipe topou recebeu valores menores em 2019 para se enquadrar no orçamento do clube, e seus ganhos estão mais concentrados em 2020. Sem essa concessão feita pelo jogador, não teria sido possível sua contratação, pois o Flamengo estava no limite de gastos.

Foto: Alexandre Vidal

Além disso, houve comissões pelas negociações que somaram R$ 6 milhões incluídas aí as três operações. Assim, o total gasto com os três jogadores foi de R$ 20,6 milhões.

Para efeito de comparação, esses valores representam menos da metade do investimento feito em Gerson que também chegou no meio do ano por R$ 51 milhões. A idade dos jogadores, obviamente, conta para essa diferença. No total do ano, o clube teve gastos bem mais significativos: um total de R$ 234,6 milhões com contratações incluindo as transações feitas no início da temporada.

Errata: Inicialmente, o blog apontou o gasto total de R$ 15,3 milhões com as três contratações por não ter contabilizado um dos números do balancete.

Por: RODRIGO MATTOS

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here