Marca do Flamengo fecha 2019 avaliada em R$ 2,16 bilhões

A marca do Palmeiras passou a valer quase o mesmo que a do Corinthians durante o ano de 2019. É o que apontou a consultoria BDO em seu estudo anual sobre a força de mercado de cada clube brasileiro. O Flamengo se mantém como líder do ranking, ultrapassando o patamar de R$ 2 bilhões, enquanto o clube alvinegro ocupa a segunda posição, e o alviverde, a terceira.

O estudo de valor de marcas feito pela BDO leva em conta o tamanho de torcida, receita obtida pela agremiação e mercado. Realizada há 12 anos, a análise usa metodologia que considera 30 variáveis entre pesquisas e dados financeiros dos clubes.

Para o ano de 2019, o Flamengo foi a primeira agremiação brasileira a ultrapassar o montante de R$ 2 bilhões como valor de marca. O número final do estudo da BDO foi de R$ 2,160 bilhões, contra R$ 1,952 bilhão ao final de 2018. Como em todos os clubes, o maior peso na análise vai para a torcida (54%), depois receitas (29%), e em seguida mercado (17%).

No ranking, estão na sequência os dois rivais paulistas com valores de marcas bem próximos: o Corinthians tem R$ 1,736 bilhão, e o Palmeiras R$ 1,717 bilhão. Isso porque a marca corintiana sofreu leve desvalorização de R$ 5 milhões, enquanto a palmeirense cresceu aproximadamente R$ 190 milhões.

É uma tendência verificada nos últimos cinco anos, o Palmeiras se valorizou perante ao mercado bem mais do que o Corinthians no período. De fato, foi o clube que mais cresceu no período, com um salto de R$ 1,066 bilhão. Enquanto isso, a agremiação corintiana avançou menos da metade disso, na casa dos R$ 500 milhões. É o período em que o Palmeiras teve um salto de receitas, ganhou títulos e passou a explorar integralmente sua nova arena.

Foto: Divulgação

“Não tivemos alteração no valor das marcas para os 3 primeiros colocados: Flamengo, Corinthians e Palmeiras, todavia, o Palmeiras, conforme previsto no ano anterior, praticamente alcançou o Corinthians em 2019. Em comparação com 2018, temos: Flamengo com crescimento de 11%, Corinthians com redução de 1% e Palmeiras com crescimento de 12%”, diz a BDO no estudo.

Entre os fatores que tiveram influência nas marcas nos últimos anos, a BDO cita diversificação de receitas de direitos de televisão por conta da concorrência, evolução dos programas de sócio-torcedores, as novas arenas e sua exploração e a interação dos clubes com seus torcedores em mídias sociais.

Após os três primeiros, a consultoria BDO aponta São Paulo, Grêmio, Cruzeiro, Internacional, Atlético-MG, Vasco e Santos, completando os 10 mais bem colocados no ranking. Foram avaliadas as marcas de 40 clubes no total. Veja a lista abaixo com as 14 primeiras agremiações. Entre parênteses, o número de 2018 para comparação:

Valor de marca 2019

1º Flamengo – R$ 2,160 bilhões      (2018 / R$ 1,952 bilhão)

2º Corinthians – R$ 1,736 bilhão    (2018 / R$ 1,741 bilhão)

3º Palmeiras – R$ 1,717 bilhão         (2018 / R$ 1,529 bilhão)

4º São Paulo – R$ 1,228 bilhão        (2018 / R$ 1,197 bilhão)

5º Grêmio – R$ 695 milhões            (2018  / R$ 668 milhões)

6º Cruzeiro – R$ 598 milhões           (2018 / R$ 555 milhões)

7º Internacional – R$ 592 milhões    (2018 / R$ 503 milhões)

8º Atlético-MG – R$ 449,4 milhões    (2018 / 510 milhões)

9º Vasco – R$ 415,4 milhões            (2018 / R$ 398 milhões)

10º Santos – R$ 414 milhões.        (2018 / R$ 423 milhões)

11º Fluminense – R$ 356 milhões   (2018  / R$ 341 milhões)

12º Botafogo – R$ 329 milhões    (2018 / R$ 305 milhões)

13º Athletico-PR – R$ 166 milhões (2018 / R$ 133,2 milhões)

14º Bahia  – R$ 134 milhões   (2018 / R$ 109,5 milhões)

Por: BLOG DO RODRIGO MATTOS

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here