Palmeiras x Flamengo serve de exemplo e CBF prevê retaliação por torcida única

Entre as polêmicas que envolveram o Flamengo em 2019, pelo menos uma parece ter servido como lição para 2020. Após o lamentável caso de torcida única no confronto contra o Palmeiras, no Allianz Parque, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, a CBF criou uma regra pela qual o clube pode optar por não ceder cota de torcida visitante.

A modificação no segundo parágrafo dos artigos do Regulamento Geral de Competições prevê, agora, a possibilidade de redução na cota de 10% dos ingressos para a torcida adversária. O trecho diz: “Em situações de reciprocidade, a disponibilidade de ingressos para o visitante poderá ser superior ou inferior aos 10% da capacidade do estádio, conforme o caso”. A previsão anterior permitia apenas a alteração para uma quantidade superior ao recomendado – ou conforme a orientação dos órgãos de segurança.

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

A partida entre Palmeiras e Flamengo, disputada em São Paulo, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2019, não contou com torcedores cariocas e gerou muita polêmica. Na ocasião, a CBF acatou a recomendação do Ministério Público e da Polícia Militar do Estado, alertando para o risco de confronto entre as torcidas dos dois clubes. Mesmo após recorrer ao STJD, a equipe carioca viu a decisão ser mantida e ganhou o direito de reciprocidade no caso.

O situação serviu como exemplo e, nesta quinta-feira (09), a CBF confirmou que a modificação no regulamento deu-se, principalmente, por esse confronto entre Palmeiras e Flamengo – vencido pelo Mais Querido. O jogo entre Cruzeiro e a equipe alviverde, no Mineirão, também alertou para a necessidade de alteração.

Por: Coluna do Fla

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here