01
  • Início
  • Coluna
  • Ceni deixa o Flamengo com aproveitamento inferior ao de Domenec

Ceni deixa o Flamengo com aproveitamento inferior ao de Domenec

Rogério Ceni caiu do Flamengo na madrugada de sexta para sábado. O comandante ainda tinha apoio de parte dos torcedores e pessoas da mídia, porém seus números no clube justificam o apoio? Pois bem, levando em consideração a quase unanimidade na demissão de Domenec em 2020, não.

Isso porque os números de Ceni no clube são consideravelmente inferiores ao de Dome. Apenas como comparativo, o espanhol enquanto esteve no Flamengo teve 64,1% de aproveitamento, enquanto Rogério saiu com 59,3%. Mas esses números ainda não mostram o contexto. E quando analisamos o contexto, o trabalho de Ceni é ainda mais questionado.

Enquanto Domenec comandou o clube apenas em Brasileirão, Libertadores e Copa do Brasil, torneios considerados difíceis, e sem tempo para treinar, Rogério teve estadual pelo caminho e pré-temporada. Mas ainda sim, ficou com quase 5% a menos de aproveitamento. Um dos piores dos comandantes recentes.

Em 45 jogos, Rogério Ceni venceu 23, empatou 11 e perdeu outros 11. Foram 86 gols marcados e 55 gols sofridos. Apesar do alto índice de gols sofridos, algo que pesou para Rogério em relação ao Dome foram as goleadas. O espanhol passou por momentos de derrotas acachapantes, que ajudaram muito em sua queda, além do relacionamento ruim também com alguns jogadores.

O Flamengo tem em Renato Gaúcho um nome ideal para assumir o comando do time hoje, apesar do seu trabalho recente no Grêmio não ser apontado como de boa qualidade. Amanhã já tem confronto diante da Chapecoense, pelo Brasileirão, e Maurício Souza será o comandante.

Veja também: Sob comando de Mauricio Souza, elenco conclui a preparação para a partida contra a Chapecoense


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod