• Início
  • Coluna
  • Da defesa ao ataque, o que falta ao elenco do Flamengo?
Publicidade

Da defesa ao ataque, o que falta ao elenco do Flamengo?

Publicidade

O Flamengo vive uma temporada complicada em 2021, a pandemia ainda faz suas vítimas no elenco, como o comandante Rogério Ceni, Arrascaeta e Pedro. Mas desta vez a seleção e suas convocações trouxeram grandes prejuízos ao time em campo. O elenco não tem se saído mal, porém fica clara a necessidade de opções melhores, inclusive dentro do time titular.

Com muitos gols sofridos, o sistema defensivo é o mais questionado. Mas será que só ele precisa de reforços?

Necessidade extrema na compra de zagueiros

Publicidade

A grande verdade é que o Flamengo foi péssimo na montagem de seu sistema defensivo por conta das escolhas na zaga. As apostas em Léo Pereira, Gustavo Henrique e Bruno Viana não renderam bons frutos, os jogadores ficaram marcados por erros individuais básicos e não devem permanecer no elenco. Para sanar o problema, Rogério escolheu Arão como zagueiro.

O jogador até consegue fazer partidas boas, mas nitidamente falta conhecimento na posição. Arão por vezes já errou por falta de noção de zagueiro, e isso é um problema sério, ainda mais levando em consideração que ele é destro e joga pelo lado esquerdo, precisando assim levar Rodrigo Caio para a esquerda, onde não rende tão bem quanto na direita. Assim, o Flamengo vive com uma dupla de zaga sempre no limite, e sem passar segurança.

No meio de campo, a sustentação também não tem funcionado

Publicidade

Por mais que lutem muito, Gerson e Diego por vezes não conseguem acompanhar jogadas em velocidade dos adversários, até por também não terem o conhecimento da posição de primeiro volante, e fazer coberturas. Arão poderia ser esse jogador, mas está na zaga. O elenco rubro negro tem esse jogador, João Gomes é um exemplo disso.

Mais na frente, o Fla luta para encontrar substitutos a Everton Ribeiro e Arrascaeta que consigam dar resposta positiva em campo. Hoje o rubro negro não tem meias reservas, e acaba precisando mudar a formatação de jogo quando não tem seus titulares.

No ataque, falta efetividade

Publicidade

Na posição de centroavante, o Flamengo não tem o que reclamar ou cobrar, está muito bem atendido. Mas nas pontas a situação muda.

Vitinho tem melhorado, feito jogos mais interessantes, mas isso acontece em uma posição mais atrás dos atacantes. Esse fato acaba deixando Michael como o único ponta reserva do time, mas o jogador não consegue render. O Flamengo fica preso a esses nomes e a necessidade de ir ao mercado buscar outro ponta. O clube vive corte de orçamento em 2021, e dificilmente irá ao mercado.

Hoje, para o Flamengo se tornar mais competitivo que já é, fica clara a necessidade de buscar um zagueiro canhoto de qualidade, com meio campista de qualidade boa para o elenco e um ponta útil. Essas três contratações pontuais aumentariam a capacidade do time, e deixaria o rubro negro ainda mais favorito nas competições.

Veja também: O Defensor do Ano fica! Premiado e multicampeão, Rafael Mineiro renova com o Flamengo

Publicidade
Publicidade

© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod