01

Dívidas e Receitas do Flamengo em 2021, é um problema ou não

O Flamengo, tem para este ano, um grande desafio referente as sua dívidas. Um time multi-campeão, recebe muito, mas tem gastou mais que proporcionais; o que de certa forma deixa todos da comissão em alerta, para qual quer possível problema futuro.

Mesmo, com todas as vendas milionárias realizadas, já para este ano, não chega nem na metade daquilo que o clube precisa de fato. O clube rubro-negro, passou os últimos anos crescendo com sua posição monetária, chegando em muitas das vezes, ser o principal dos times.

Em cinco anos, vendas de “Garotos do Ninho” turbinam receitas do Flamengo –  Galerias
Foto: Arte Lance!

Contudo, a pandemia freio este avanço para todos os clubes brasileiros, e trouxe sérios problemas para o Flamengo, que tanto dependia de seus torcedores nos estádios. O que, levou a consequência de um time com mais para pagar, do que dinheiro disponível.

Flamengo e sua dívidas

A estratégia de conseguir capital para o clube, é uma estratégia agressiva, que por causa da pandemia sofre grandes problemas. O Flamengo, consegue arrecadar dinheiro pelos ingressos nos estádios, em conjunto com as transmissões que acontece.

A receita de um ano, por exemplo, do Campeonato Brasileiro de 2020, só entra na fatura do clube no ano seguinte, ou seja, apenas em 2021; sendo assim, foi isto que aconteceu do ano passado para este, levando em conta que, ano passado o valor arrecadado foi menor, o que gera uma redução para o ano que vem.

Campeonato Brasileiro
Foto: Divulgação

Flamengo recomeça

O clube carioca, tenta recuperar este desfalques, de outras formas, seja pelas premiações recebidas pelas competições ou pelas vendas milionárias de seus atletas, para times internacionais, em que tem um retorno em dólar.

Outra forma de conseguir esta receita é, com os sócios-torcedores, que teve uma crescente recentemente, contudo, os sócios tradicionais tiveram uma redução em sua quantidade. Dessa forma, maior forma de se recuperar, foi com as negociações de alguns de seus atletas para outros times, por exemplo, o Gerson que foi vendido para o Olympique da França, por uma transação milionária.

Valores primários sem descontos:

R$ 139 milhões – Reinier;
R$ 24 milhões – Pablo Mari;
R$ 16 milhões – Vinícius Souza;
R$ 10 milhões – Caio Roque;
R$ 5 milhões – Matheus Sávio.

Com estes dados, fica claro que o clube Carioca ainda não tem todo o valor necessário, porém está indo no caminho certo, aproveitando todas as oportunidades que aparecem, para que continue por mais um ano sem dívidas pendentes de anos passados.


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod