01

Ataque do Flamengo sem novos convocados é um desafio para Ceni

No mundo do futebol, há uma expressão assim: “em time que está ganhando, não se mexe”, realmente funciona; mas não será aplicável para Rogério Ceni. O clube do Flamengo, tem um dos melhores ataques desta temporada de 2021, todavia, o técnico se vê em uma saia justa; tendo que achar soluções para os desfalques em decorrência da Data Fifa.

Tendo isso em mente, Ceni terá que ir adequando o time, pensa em usar a formação que deu certo no Campeonato Carioca, um jovem corre por fora. Com tudo, ele teme que isso não seja o suficiente, já que de uma vez só, ele perdeu: Arrascaeta, Everton Ribeiro e Gabigol, sendo todos eles titulares; e Pedro, que vem ultimamente jogando como 12° jogador.

Flamengo Ceni Ataque
Foto: Reprodução

Desfalques de Ceni

De todos esses desfalques, o primeiro foi convocado para a Seleção Uruguaia, pois nasceu no país; porém está afastado por ter vindo a testa positivo para a covid-19. Falando agora, dos atletas Everton Ribeiro e Gabigol, os dois estão no comando da seleção brasileira principalmente, já seu colega de time, Pedro, está no comando da seleção olímpica.

Mesmo quando tudo fica fechado, Ceni ainda tem a sorte de ter tempo para estudar cada opção para cobrir os desfalques do clube. Sendo assim, o técnico recebeu dez dias para trabalhar entre a vitória em cima do Palmeiras, para a estreia do Campeonato Brasileiro, e também, o jogo de ida contra o Coritiba, pela Copa Brasil.

Contudo, para a partida contra o time do Grêmio, que aconteceria nesse final de semana, a CBF veio, e adiou o mesmo. Bruno Henrique, chamado de “Último dos moicanos”, que integra o quarteto titular, poderá ser usado como uma espécie de “falso 9”, mesmo não sendo sua posição frequente, ele já tem bastante experiência na mesma. Bruno Henrique, no jogo contra o Palmeiras, foi responsável pela assistência que levou ao gol da vitória do Flamengo.

Opções do Flamengo

O atleta, estava emprestado ao Coritiba, porém retornou ao time a pedido de Ceni; o artilheiro teve um bom (re)começo no Carioca e chegou a ser artilheiro da competição. Por causa de seu enorme desempenho em tão pouco tempo, os olhos belgas caíram sobre ele, mas não teve nenhum avanço.

“Se não contarmos com Pedro e com o Gabigol por conta da seleção brasileira, vamos trabalhar com esta opção. É possível. Serve como um atenuante durante a Copa América. Tem também o caso do Muniz, que não sabemos o futuro dele. São jogadores importantes. Não estamos falando apenas do Gabigol e do Pedro. Tem o Arrascaeta, não sabemos a situação do Gérson… Isso impacta na formação do time”, disse o treinador, momento antes do acerto da venda de Gerson para o Olympique de Marselha.

Os atletas Michael e Vitinho, voltaram a ganhar espaço no elenco, no começo da competição do estadual, por isso, tem grandes chances dos dois suprirem a necessidade nas pontas. Vale lembrar que, os dois saíram do banco na estreia no Brasileirão e têm uma forte confiança do técnico.


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod