01

Milhões a menos: Flamengo reduzirá a divida em 2021

O Flamengo virou um exemplo de como cuidar das finanças nos últimos anos. O resultado o torcedor vê dentro de campo, com o Rubro-negro sendo o grande time do futebol brasileiro nos últimos anos. Neste ano, o Flamengo já fez grandes investimentos, contudo, a expectativa é terminar o ano novamente no azul, com uma redução gigantesca da sua divida.

Segundo informações do Venê Casagrande, o Flamengo está trabalhando duro para reduzir os custos e diminuir a sua dívida no final do ano. Mesmo em ano de pandemia, onde não houve torcedores nos estádios, o Flamengo acredita que poderá reduzir a sua divida em até R$ 76 milhões.

Em entrevista ao jornal O Dia, Rodrigo Tostes, VP de finanças do Flamengo, falou recentemente sobre a situação financeira do Flamengo.

“A saúde financeira está muito saudável. Os números do primeiro semestre mostram claramente que a gente está bem. Poderíamos estar melhor se não tivesse a pandemia, mas mostra que estávamos forte o suficiente em 2019, em processo de transformação. Só para tentar exemplificar um pouco, a gente terminou o primeiro semestre com aproximadamente R$35 milhões de reais em caixa, apesar de ter perdido entre R$70 milhões e R$80 milhões de bilheteria e sócio torcedor. A gente pagou todas as contas em dia. Investimentos um pouco mais de R$ 110 milhões em direitos de atletas que a gente vem adquirindo ao longo do tempo. Então, investimos R$ 110 milhões, a gente paga as contas em dia, a gente deixou de receber 75 milhões em função dos problemas da pandemia e mesmo assim terminamos o primeiro semestre com R$35 milhões em caixa. Isso mostra a força da marca, o trabalho que vem sendo feito, mas não só pela área financeira, mas por todas as áreas, e a gente faz a gestão desse trabalho. O Futebol se comprometeu, entregou, não só do ponto de vista de venda, mas de performance. O Esporte Olímpico vem tendo sucesso. O Marketing vem entregando mais. O Flamengo está absolutamente saudável, mas poderia ser melhor se não fosse a pandemia.”


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod