Publicidade

Rogério Ceni se complica no simples e é criticado no Flamengo

O Flamengo empatou na noite de ontem com a LDU em partida no mínimo estranha. A equipe da LDU se mostrou novamente bastante limitada, porém a partida foi aos poucos se complicando por questões que envolvem mais as deficiências do Flamengo do que pela própria equipe equatoriana.

A primeira surpresa foi a escalação de Rogério Ceni, o treinador que nunca havia esboçado um time com três volantes durante o Carioca ou em outras oportunidades, decidiu assim fazer em uma partida de Libertadores. Mas para diminuir ainda mais suas chances de sucesso, colocou os três zagueiros mais questionáveis do elenco. Gustavo Henrique, Léo Pereira e Bruno Viana podem não ter sido tão “estabanados” como em outros jogos, mas os dois gols sofridos foram em erros de Gustavo Henrique e Bruno Viana.

E novamente, ambos aconteceram de bola aérea, como também já tem sido frequente nos jogos. Rogério nunca conseguiu recuperar o sistema defensivo, e não será com três zagueiros, ainda mais com três zagueiros em péssima fase, que conseguirá.

A escalação de Rogério Ceni foi um “chamado para polêmicas”. Afinal, qual era o plano? Pois se ele desejava poupar para a final do Carioca, está errado, a Libertadores é o foco. Se ele queria testar uma formação nova, está errado também, pois em jogo de Libertadores não se testa nada. E por fim, se o objetivo era fortalecer a defesa, deu mais uma vez errado, o time falhou duas vezes e levou dois gols como tem sido.

Rogério Ceni deixa jogadores importantes no banco

Filipe Luís, Isla, Rodrigo Caio, Diego, Arrascaeta e Bruno Henrique não começaram a partida. Alguns entraram durante o confronto, outros não. Rodrigo Caio por exemplo, nem relacionado foi.

No segundo tempo, quando resolveu tirar Gabigol no intervalo, novamente a sensação de querer poupar o time ficou presente.

É bom dizer que se o Flamengo perdesse na noite de ontem, teria chances reais de ser eliminado na Libertadores na semana que vem, caso perdesse para o Vélez, adversário argentino que sempre é indigesto na competição. Portanto porque não força máxima?

Expulsão complica vida de Rogério Ceni também

A formação foi considerada ruim e se provou durante a partida pouco efetiva, ao menos em deixar a defesa melhor postada para a bola aérea. Mas é inegável que a expulsão de Arão teve impacto direto em como o jogo foi. A equipe da LDU demonstrava muitas fragilidades técnicas e mesmo com um time taticamente confuso, ia bem até a expulsão de Arão aos 15 minutos.

Não que os gols sofridos sejam por causa desta expulsão, porque não foram. Mas a intensidade do time naturalmente caiu. Rogério Ceni deu um tiro polêmico na escalação e acabou se vendo em uma situação pior com a expulsão, afinal, se existia alguma remota chance de dar certo, ela se foi.

Com o meio de campo já enfraquecido por não ter Arrascaeta e Diego, Rogério precisou colocar João Gomes em campo, tirando Everton Ribeiro. Mas logo no segundo tempo precisou tirar um dos três zagueiros, para compor ainda mais o meio, desfazendo sua mudança de início de partida.

Reação quase instantânea da torcida

A torcida do Flamengo, que já não é lá muito fã de Ceni, ficou ainda mais revoltada com a escalação de ontem. E de fato não dá para entender o que o treinador pensou em fazer.

O rubro negro poderia ser o melhor time da fase de grupos da competição, principalmente com os tropeços de terça, dos rivais. Mas preferiu ontem tentar “algo novo”. Postura totalmente impensável em um momento como esse.

Confira algumas reações da torcida e da imprensa:

E dessa forma, Rogério de maneira esdrúxula, consegue se complicar no cargo após boa sequência de jogos sob comando do Flamengo. Agora, são três jogos sem vencer. Sábado tem final de Carioca, e uma derrota poderia acirrar ainda mais os ânimos.

Leia também: Flamengo E Genk Alinham Venda De Rodrigo Muniz

Veja também: Flamengo empata por 2 a 2 com a LDU e garante classificação para as oitavas da Libertadores


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod