01
  • Início
  • Coluna
  • Opinião: Flamengo entra na mania brasileira de escolher único culpado

Opinião: Flamengo entra na mania brasileira de escolher único culpado

A derrota do Flamengo para o Fluminense na tarde de ontem reabriu os pedidos de demissão ao Rogério Ceni nas redes sociais. A novidade é nenhuma, afinal sempre que o time perde o treinador tem todas as responsabilidades direcionadas para si, já quando ganha jogando bem, nem tanto.

O Flamengo penou ontem em campo no segundo tempo no momento que os atacantes cansaram, perderam intensidade e as opções para ataque e meio no banco se consistia a jogadores da base. Assim como foi diante do Cuiabá e do Bragantino, gradativamente o rubro negro foi dando campo ao adversário, até sofrer o gol da derrota. Contra o Cuiabá, o time ficou muito perto disso.

Rogério é um gênio? Óbvio que não, tem limitações naturais de um treinador pouco rodado, e inclusive uma certa insistência inexplicável, como nas saídas frequentes de João Gomes de campo, mesmo quando ele está muito bem, como ontem.

Mas olhar para o Rogério Ceni como o único culpado é tapar os olhos para o óbvio. Rogério tem erros mas está longe de ser o principal fator que explica o time mal em campo. E não é “passar pano”, é analisar contexto.

O Flamengo é extremamente prejudicado pelas convocações das seleções sim, mas elas apenas vieram para reforçar a total falta de planejamento da diretoria com relação às suas carências, e o fato de ter gastado mal em peças como Léo Pereira, Gustavo Henrique, Michael e Bruno Viana. Com o dinheiro investido nestes jogadores em 2020 e diante, seria possível contratar bom zagueiro, boas peças no meio e um ponta minimamente capaz. E não quero ser injusto, Michael até jogou regularmente bem ontem, mas seu retorno geral é nulo.

O rubro negro simplesmente não tem um meia de campo, mesmo que regular no banco de reservas. Até Nenê poderia ser útil (sem brincadeira), e ele está no banco do Fluminense, clube que para muitos tem elenco inferior ao do Flamengo. Um erro grosseiro, o elenco do Flamengo tem peças de maior qualidade, mas é muito mais desajustado e desequilibrado que o do próprio Fluminense.

Mas além da responsabilidade que a diretoria tem de montar um elenco desequilibrado, os jogadores que estão em campo precisam mostrar mais, muito mais do que se vê. Vitinho coleciona decisões horríveis dentro de campo em momentos chave de jogadas. Michael, muito esforçado, também erra demais no passe final. Pedro está irreconhecível e Bruno Henrique tem praticado futebol sofrível.

Bruno ontem teve uma partida inacreditavelmente ruim, errou absolutamente tudo, e não é a primeira vez. O jogador perdeu gol inacreditável na partida contra o Bragantino, que logo depois fez o gol da vitória sobre o Flamengo. Ontem, novamente, Bruno teve grande chance no primeiro tempo, e chutou no corpo do jogador do Fluminense.

Veja também: Jacky Godmann é mais um rubro-negro confirmado nos Jogos Olímpicos de Tóquio


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod